Arquivo da tag: Spin-off

The Mandalorian | Jon Favreau revela vídeo adorável do "Bebê Yoda" no set; veja

Criatura da série ainda não teve nome revelado

The Mandalorian | Jon Favreau revela vídeo adorável do "Bebê Yoda" no set; veja

Celebrando o final de semana de Ação de Graças nos EUA, Jon Favreau compartilhou no Instagram um vídeo de bastidores da criatura já apelidada de “Bebê Yoda”: “Se seu jantar de Ação de Graças ficar muito tenso, mostre para todos este vídeo que eu fiz no set de Mandalorian”. Confira:

A trama de The Mandalorian se passa cinco anos após O Retorno de Jedi“acompanhando os percalços de um pistoleiro solitário nos confins da Galáxia, longe da autoridade da Nova República”. Anteriormente, Dave Filoni afirmou que a produção mostrará as origens da Primeira Ordem, organização que tenta dominar a galáxia na nova trilogia de Star Wars.

O elenco conta com Pedro PascalWerner HerzogGina Carano, Carl WeathersNick Nolte e Giancarlo Esposito. Jon Favreau produz e escreve o projeto, com direção de Dave Filoni (Star Wars Rebels), Taika Waititi (Thor: Ragnarok) e outros.

The Mandalorian terá oito episódios e estreou nos EUA em 12 de novembro, pelo Disney+.

The Mandalorian apresenta submundo do universo criado por George Lucas

Série de Star Wars do Disney+ recria visual da trilogia original em ambientação caótica

Pedro Pascal em The Mandalorian Capítulo 1/Lucasfilm

Boba Fett tem uma das histórias mais curiosas entre os milhares de personagens da franquia Star Wars. Criado em 1978 para o infame especial de Natal da franquia, o caçador de recompensas é considerado até hoje o único ponto positivo do especial que, entre outras coisas, apresentou a família de Chewbacca e fez Luke (Mark Hamill) e Leia (Carrie Fisher) cantarem músicas natalinas. Dois anos depois, Fett foi parte importante de O Império Contra-Ataca, armando, ao lado de Darth Vader, a emboscada que levou Han Solo (Harrison Ford) a ser capturado e entregue a Jabba. A armadura intimidadora, a personalidade quieta e o fato de ter capturado um dos heróis da saga transformaram o mandaloriano em um dos queridinhos dos fãs e um dos principais protagonistas das histórias do Universo Expandido – coleção de livros, quadrinhos e contos que, até a compra da Lucasfilm pela Disney, eram consideradas cânone pelos fãs. Nem mesmo a morte ridícula de Fett em O Retorno de Jedi foi o bastante para decepcionar fãs da saga. Essa “honra” ficou com O Ataque dos Clones, quando George Lucas decidiu desmistificar o caçador de recompensas e transformá-lo em um clone de um mandaloriano chamado Jango Fett.

Acontece que, para aqueles que cresceram com as histórias do Universo Expandido, Boba era muito mais do que o personagem de poucas palavras visto nos cinemas – e com certeza não era o garoto incômodo apresentado no Episódio II. Fett era o melhor dos caçadores de recompensas do universo, um habilidoso piloto e um grande estrategista e suas histórias, que variavam de aventuras épicas a contos de espionagem, nunca foram esquecidas por seus fãs. Um desses fãs é Jon Favreau, cineasta responsável por dar o pontapé inicial do MCU com Homem de Ferro e homem de confiança da Disney para o projeto milionário que foi o remake de O Rei Leão. Cercado de outros nomes talentosos, como Bryce Dallas-Howard, Taika Waititi e Dave Filoni, o cineasta desenvolveu The Mandalorian, série que procura traduzir todo o encanto criado pelas histórias de Boba Fett para as telas do Disney+, nova plataforma de streaming da Casa do Mickey. E, pelo apresentado no primeiro episódio, a equipe está no caminho certo.

Com um novo protagonista, vivido por Pedro Pascal (Narcos, Kingsman: O Círculo Dourado), Favreau decidiu se aprofundar no submundo do universo criado por Lucas, mostrando uma galáxia em crise, tentando responder à troca repentina de regime após uma guerra civil e a queda do Império. Logo em sua cena de abertura, o Mandaloriano já mostra toda a sua habilidade em combate, derrotando, em uma briga de bar, dois valentões que, por coincidência, incomodavam justamente o homem que deveria capturar. Mesmo em menor número, a vantagem do protagonista nunca fica em dúvida; do segundo que ele entra em cena, sua aura intimidadora cala quase todos os presentes e, assim como Fett, o personagem de Pascal não precisa dizer uma palavra.

Dirigido por Filoni, que tem ampla experiência no comando de derivados de Star Wars, tendo trabalhado por anos na animação Clone Wars, o primeiro capítulo da nova série é visualmente muito próximo ao visto nos primeiros filmes da saga. Ainda assim, o tom do roteiro apresenta algo completamente diferente: enquanto Luke, Leia e Han lutavam por um ideal, o Mandaloriano faz o que faz por sobrevivência – própria e de seu povo.

O conto de fadas espacial criado por Lucas é trocado por um cenário extremamente caótico, em que facções de mercenários dominam regiões da galáxia muito, muito distante, enquanto povos pacíficos esperam, em vão, que algum dos caçadores de recompensas enviados consiga espantar os terríveis novos moradores. O contraste entre o belo e nostálgico visual com a proposta de explorar esse lado ainda inédito de Star Wars transformam a estreia de The Mandalorian em uma das grandes promessas desse segundo semestre, em uma mistura tão boa quanto a apresentada em Watchmen, da HBO.

O roteiro do primeiro capítulo leva ao extremo a máxima do “mostre, não fale”, com as ações dos personagens dizendo muito mais do que linhas de diálogo desnecessárias. Mesmo Werner Herzog, que tem o discurso mais longo desses primeiros 40 minutos, é caracterizado muito mais pelos símbolos à sua volta – um colar com o escudo imperial e guardas vestidos de Stormtroopers – do que por sua curta fala sobre a retomada do status quo. Em menos de uma hora de episódio, o protagonista sem rosto tem um desenvolvimento muito mais aprofundado do que o de Boba ou Jango Fett jamais tiveram nas mãos de Lucas.

A ação de The Mandalorian também caracteriza essa sociedade mais caótica do que a apresentada nos Episódios de IV a VI. Como já era de se esperar pelos trailers, os confrontos lembram muito duelos de filmes de faroeste, embora a presença do engraçadíssimo – e inconveniente – IG-11 (Taika Waititi) traga a leveza familiar da saga ao combate contra a violenta raça de mercenários enfrentada pelo Mandaloriano.

Com poucos diálogos, uma fotografia deliciosamente nostálgica e uma construção de personagens cuidadosa, The Mandalorian começa sua transmissão épica de maneira emocionante, que deve agradar tanto novos quantos velhos fãs da franquia, sem esquecer daqueles que cresceram com as lendas do Universo Expandido do mandaloriano original.

A Jornada do Autodidata em Inglês

PROMOÇÃO DE BLACK FRIDAY

Game of Thrones | Emilia Clarke comenta cancelamento de série derivada

HBO não continuará trama inspirada na Era dos Heróis, mas confirmou série da família Targaryen

Foto de Game of Thrones

Emilia Clarke, a Daenerys Targaryen de Game of Thrones, comentou o cancelamento da primeira série derivada da franquia. A HBO confirmou que não dará andamento à produção, que teve seu primeiro episódio gravado com Naomi Watts:

“Foi meio surpreendente”, afirmou a atriz para a People. “O seriado principal terminou, ouvimos sobre o prequel e pensamos ‘ok, legal’, mas não sabíamos o que seria ou quem estava envolvido. Se não era para acontecer agora, se não estava perfeito como as pessoas queriam que fosse, então [o cancelamento] foi pelas razões certas. Talvez ela seja refeita”.

No comunicado em que oficializa o cancelamento, a emissora agradece a colaboração da equipe e do elenco comandados pela showrunner Jane Goldman e por S.J. Clarkson, que dirigiu o episódio-piloto. “Após muita reflexão, decidimos não seguir em frente com o projeto sem título de Game of Thrones”, declarou o canal que, ainda no dia 29, anunciou a produção de um outro derivado, House of the Dragon, criado por Ryan Condal George R.R. Martin, autor dos livros que deram origem à série.

Chamada internamente de Blood Moon e de A Longa Noite por Martin, a produção seria um prelúdio da série original, se passando milhares de anos antes do seriado que foi ao ar entre 2011 e 2019. Leia a sinopse da série cancelada: “dos segredos horríveis da história de Westeros até a verdadeira origem dos Caminhantes Brancos, os mistérios do Leste aos lendários Starks… Essa não é a história que pensamos conhecer”. Além de Watts, a produção trazia também Josh WhitehouseMiranda Richardson e mais no elenco.

As temporadas da série principal estão disponíveis no HBO GO.

Game of Thrones | HBO cancela série derivada estrelada por Naomi Watts

Emissora interrompeu a produção do episódio piloto, que já havia sido gravado

Game of Thrones | HBO cancela série derivada estrelada por Naomi Watts

A série derivada de Game of Thrones estrelada por Naomi Watts foi cancelada, de acordo com o Deadline. A HBO interrompeu a produção do episódio piloto, que já havia sido gravado e estava em processo de edição. Por enquanto, a emissora não confirmou a informação, mas segundo o site a showrunner Jane Goldman entrou em contato com o elenco para avisar que o projeto chegou ao fim.

Chamada internamente de Blood Moon, o seriado era chamado de A Longa Noite por George R. R. Martin. A produção seria um prelúdio da série original, se passando milhares de anos antes do seriado que foi ao ar entre 2011 e 2019. Leia a sinopse da série cancelada: “dos segredos horríveis da história de Westeros até a verdadeira origem dos Caminhantes Brancos, os mistérios do Leste aos lendários Starks… Essa não é a história que pensamos conhecer”.

Além de Naomi Watts, a produção trazia também Josh WhitehouseMiranda Richardson e mais no elenco.

As temporadas da série principal estão disponíveis na HBO GO

HBO anuncia House of the Dragon, série prelúdio de Game of Thrones

Idealizada por George R.R. Martin, série baseada no livro Fire & Blood tem dez episódios encomendados

Emilia Clarke em Game of Thrones/HBO

Poucas horas depois de cancelar o spin-off estrelado por Naomi Watts, a HBO anunciou a produção de House of the Dragon, nova série prelúdio de Game of Thrones. A produção será inspirada no livro Fire & Blood, adendo à saga literária de George R.R. Martin, e se passará cerca de 300 anos antes dos eventos da primeira temporada da série original.

O anúncio foi feito durante um evento da WarnerMedia, em que a empresa tem apresentado as principais novidades da plataforma de streaming HBO Max. Presidente de programação da HBO, Casey Bloys afirmou estar animado para expandir o universo de Westeros na TV (via Variety).

A série, que terá Ryan Condal Miguel Sapochnik como showrunners, foi idealizada pelo próprio Martin e teve dez episódios encomendados pela emissora.

A HBO também já divulgou a primeira imagem promocional da série, que ainda não tem data de estreia – confira:

House of the Dragon, um prelúdio de Game of Thrones, está chegando à HBO. A série é uma co-criação de George R.R. Martin e Ryan Condal. Miguel Sapochnik se unirá a Condal como showrunner e dirigirá o piloto, assim como alguns episódios adicionais. Condal escreverá o roteiro da série.”

A série original de Game of Thrones teve oito temporadas, exibidas entre 2011 e 2019, e está disponível no HBO Go.

Star Wars | Obi-Wan originalmente ganharia um filme, confirma Ewan McGregor

Personagem terá uma série solo no Disney+

Star Wars | Obi-Wan originalmente ganharia um filme, confirma Ewan McGregor

O ator Ewan McGregor confirmou ao ComingSoon que originalmente Obi-Wan Kenobi não ganharia uma série solo, mas sim um filme.

“Quando começamos a falar sobre [o projeto], a possibilidade de um seriado não estava na mesa, mas tudo mudou tanto, tão rápido. Estou muito empolgado com a ideia de contar uma história ao longo de várias horas em vez de ser uma tacada só. Acho que será bem legal”.

Ainda sem nome oficial, o projeto de Obi-Wan foi revelado durante a D23, com Ewan McGregor confirmando seu retorno ao papel principal. A trama segue em segredo, mas se sabe que a produção terá seis episódios e se passará entre A Vingança dos Sith e Uma Nova Esperança. Os roteiros do seriado, assinados por Hossein Amini (O Alienista), estão prontos e as gravações devem começar em 2020, ainda sem previsão de estreia no Disney+.

O Disney+ é o streaming oficial da empresa, que terá conteúdos de Star Wars, MarvelPixar, Disney Animation e muito mais. O lançamento da plataforma nos EUA será em novembro e a chegada ao Brasil deve acontecer em 2020.

Star Trek: Picard | Segunda temporada já está em desenvolvimento

Série estrelada por Patrick Stewart estreia em janeiro

Star Trek: Picard | Segunda temporada já está em desenvolvimento

Star Trek: Picard série que trará o personagem de Patrick Stewart de volta à franquia Star Trek, nem estreou sua primeira temporada, mas já prepara episódios para um segundo ano. A confirmação veio do produtor Alex Kurtzman, que foi questionado pelo Trekcore sobre uma possível 2ª temporada:

Definitivamente. Já está em desenvolvimento”, comentou Kurtzman. 

A série focará no personagem vivido por Stewart durante sete anos em Star Trek: Next Generation e trará o ator de volta ao papel principal. O elenco também conta com nomes como Alison Pill (The Newsroom), Harry Treadaway (Penny Dreadful), Isa Briones (American Crime Story: Versace), Santiago Cabrera (Salvation), Evan Evagora e Michelle Hurd (Blindspot), além do retorno de atores clássicos da franquia: Brent Spinner, o tenente-comandante DataJonathan Frakes, o comandante William T. RikerMarina Sirtis, a Deanna Troi, todos de A Nova Geração; e Jeri Ryan, a Sete de Nove de Voyager.

A trama da nova série deve se passar 20 anos após a última vez que Picard foi visto em ação, durante os eventos de Star Trek: Nemesis, filme de 2002. A ideia é mostrar o personagem fora da Frota Estelar. A equipe criativa por trás do novo seriado inclui Alex Kurtzman, atual showrunner de Star Trek: Discovery.

A produção, que será transmitida fora dos Estados Unidos pelo Prime Video, tem estreia marcada para 24 de janeiro de 2020.

Fim de semestre chegando e o prazo para finalizar o TCC começa a acabar

Você não precisa mais se desesperar

Monografis – Orientador TCC

O Monografis é uma plataforma online que serve como assistente de escrita dissertativa na elaboração do TCC, projeto TCC, artigo científico a artefatos mais complexos, dissertação e tese.

Seja orientado de forma Profissional

Link para checkout

http://bit.ly/2mIxmbR

Star Trek: Picard | Data de estreia e primeiro trailer são revelados; confira

Série estreia em janeiro de 2020

Nova série da franquia, Star Trek: Picard ganhou seu primeiro trailer completo estrelado por Patrick Stewart, que voltará a interpretar o capitão Jean-Luc Picard – confira acima.

A produção, que será transmitida fora dos Estados Unidos pelo Prime Video, também ganhou uma data definitiva de estreia, com o primeiro episódio chegando à plataforma no dia 24 de janeiro de 2020.

A série focará no personagem vivido por Stewart durante sete anos em Star Trek: Next Generation e trará o ator de volta ao papel principal. O elenco também conta com nomes como Alison Pill (The Newsroom), Harry Treadaway (Penny Dreadful), Isa Briones (American Crime Story: Versace), Santiago Cabrera (Salvation), Evan Evagora e Michelle Hurd (Blindspot), além do retorno de atores clássicos da franquia: Brent Spinner, o tenente-comandante DataJonathan Frakes, o comandante William T. RikerMarina Sirtis, a Deanna Troi, todos de A Nova Geração; e Jeri Ryan, a Sete de Nove de Voyager.

A trama da nova série deve se passar 20 anos após a última vez que Picard foi visto em ação, durante os eventos de Star Trek: Nemesis, filme de 2002. A ideia é mostrar o personagem fora da Frota Estelar. A equipe criativa por trás do novo seriado inclui Alex Kurtzman, atual showrunner de Star Trek: Discovery. Stewart será o produtor executivo. Star Trek: Picard estreia em 24 de janeiro de 2020.

Star Trek: Picard ganha teaser misterioso

Série estreia no começo de 2020

Star Trek: Picard ganha teaser misterioso

Star Trek: Picard, série que marca o retorno de Patrick Stewart à franquia, ganhou um teaser nesta sexta (4).

A prévia, publicada no Twitter oficial da série, mostra Jean-Luc Picard (Stewart) caminhando com misteriosas “falhas” antes de sorrir para a câmera – confira:

 

A série focará no personagem vivido por Stewart durante sete anos em Star Trek: Next Generation e trará o ator de volta ao papel principal. O elenco também conta com nomes como Alison Pill (The Newsroom), Harry Treadaway (Penny Dreadful), Isa Briones (American Crime Story: Versace), Santiago Cabrera (Salvation), Evan Evagora e Michelle Hurd (Blindspot), além do retorno de atores clássicos da franquia: Brent Spinner, o tenente-comandante Data, Jonathan Frakes, o comandante William T. Riker, Marina Sirtis, a Deanna Troi, todos de A Nova Geração; e Jeri Ryan, a Sete de Nove de Voyager.

A trama da nova série deve se passar 20 anos após a última vez que Picard foi visto em ação, durante os eventos de Star Trek: Nemesis, filme de 2002. A ideia é mostrar o personagem fora da Frota Estelar. A equipe criativa por trás do novo seriado inclui Alex Kurtzman, atual showrunner de Star Trek: Discovery. Stewart será o produtor executivo. Star Trek: Picard estreia no começo de 2020.

Nova série derivada de The Walking Dead ganha primeiras imagens

Ainda sem título, produção se passa dez anos após o apocalipse zumbi do seriado principal

Nova série derivada de The Walking Dead ganha primeiras imagens

A AMC divulgou as primeiras imagens oficiais da série derivada de The Walking Dead (via Variety). Ainda sem título oficial, o seriado mostrará a primeira geração a crescer após o apocalipse, e as primeiras fotos destacam os protagonistas e mostram até mesmo os zumbis da produção. Confira abaixo:

Narrando a jornada da primeira geração a crescer no apocalipse, o seriado terá 10 episódios e será centrado em duas protagonistas femininas. Por enquanto, não há informações sobre essas personagens.

Confira a sinopse oficial: “alguns serão heróis. Outros se tornarão vilões. No final, todos se transformarão para sempre. Crescidos e cimentados em suas identidades, tanto bons quanto ruins”.

O drama terá direção de Jordan Vogt-Roberts, de Kong: A Ilha da Caveira. O roteirista e produtor de The Walking DeadMatt Negrete, servirá como showrunner na nova produção, além de ter criado a série com o chefe de conteúdo da franquia, Scott Gimple. A previsão de estreia é para 2020.