Arquivo da tag: Rock

Viúva de Chris Cornell processa Soundgarden por falta de pagamentos

Banda estaria pressionando Vicky Cornell por canções que o esposo gravou antes de falecer

Viúva de Chris Cornell processa Soundgarden por falta de pagamentos

Vicky Cornell, viúva de Chris Cornell, está processando o Soundgarden por falta de pagamentos. De acordo com o TMZ, ela afirma que o grupo estaria bloqueando os royalties em troca dos direitos autorais de sete músicas gravadas pelo vocalista antes de sua morte, em 2017. Segundo a reportagem, Vicky teria oferecido dividir as canções, que são de propriedade, com a banda, que teria recusado. Ela ainda afirma que o guitarrista Kim Thayil está colocando a vida de sua família em risco ao voltar os fãs contra eles. A banda ainda não se manifestou.

Vocalista do Soundgarden e do Audioslave, Chris Cornell foi encontrado morto aos 52 anos em maio de 2017, horas após um show.

Slayer faz último show da carreira; veja a performance de "Angel of Death"

Banda encerra suposta turnê final, The Final World Tour

Slayer fez ontem, dia 30, o suposto último show de sua carreira, encerrando a The Final World Tour, turnê que encerra a passagem da banda pelos palcos. A performance, que aconteceu em Inglewood, Califórnia, aconteceu após a banda passar por 30 países desde maio de 2018. 

Os últimos 15 minutos da apresentação final foram gravados por um fã e disponibilizados online (veja acima). Durante a reta final, os integrantes tocaram o clássico “Angel of Death” e passaram mais de 10 minutos ainda no palco, agradecendo fãs e se abraçando. 

“Muito obrigado. Eu queria agradecer vocês por passarem tempo com a gente. Tempo é precioso, então queria agradecer vocês por compartilharem ele conosco”, disse o vocalista e baixista Tom Araya

O Slayer fez sua última turnê com a formação de Araya e Kerry King, fundadores do grupo, ao lado do guitarrista Gary Holt e o baterista Paul Bostaph

Formado em 1981, o Slayer lançou onze álbuns de estúdio, entre eles os aclamados Reign in Blood, disco de estreia, e South of Heaven, de 88. O último álbum da banda, Repentless, foi lançado em 2015. Eles já foram indicados cinco vezes ao Grammy na categoria de Melhor Performance Heavy Metal, tendo saído vencedores com as faixas “Eyes of the Insane” e “Final Six”.

Fã não reconhece Eddie Van Halen e pede que lenda tire sua foto em show do Tool

História inusitada foi contada pelo filho do músico no Twitter

Print do clipe de Jump/Warner Music/Reprodução

Considerado o maior guitarrista da história, Eddie Van Halen recebeu um pedido inusitado durante um show do Tool. Sem reconhecer o “senhor” com quem conversava, o espectador do show pediu que o lendário músico tirasse sua foto – sozinho – de frente para o palco antes do início da apresentação.

Sem o menor incômodo, Eddie aceitou o pedido e tirou a foto requisitada pelo jovem. O momento foi registrado por seu filho, Wolf Van Halen, que se divertiu compartilhando a história inusitada no Twitter – veja abaixo:

Um cara pediu para o meu pai tirar uma foto dele com o palco, sem fazer a menor ideia de quem ele era e esse foi o meu momento favorito do show do Tool ontem à noite

Recém recuperado de um tratamento de um câncer, Eddie Van Halen não lança um disco desde A Different Kind of Truth, último trabalho do Van Halen.

Já o Tool voltou às paradas em 2019 com Fear Inoculum, primeiro disco da banda desde 2006 – leia nossa crítica.

Judas Priest, Motörhead e MC5 estão entre indicados ao Rock & Roll Hall Of Fame

Fãs podem votar na banda ou artista através do site oficial

Judas Priest, Motörhead e MC5 estão entre indicados ao Rock & Roll Hall Of Fame

Rock & Roll Hall Of Fame anunciou hoje (15) a lista de 16 candidatos que podem ser introduzidos no ano que vem. A instituição abriu a votação popular, e fãs podem deixar seus votos em até cinco bandas no site oficial. Os cinco vencedores serão anunciados em dezembro.

Veja a lista completa de bandas e artistas que podem entrar no Hall no ano que vem:

Notorious B.I.G.
Whitney Houston
Pat Benatar
Dave Matthews Band
Depeche Mode
The Doobie Brothers
Judas Priest
Kraftwerk
MC5
Motörhead
Nine Inch Nails
Rufus featuring Chaka Khan
Todd Rundgren
Soundgarden
T. Rex
Thin Lizzy

Apesar da maioria dos nomes marcar a lista de seleção preliminar pela primeira vez (ao contrário da tradição do Hall of Fame), alguns dos indicados já recebeu a indicação algumas vezes: esta é a sexta indicação do Kraftwerk, quinta do MC5, quarta do Rufus featuring Chaka Kahn, terceira do Nine Inch Nails e Depeche Mode e segunda para o Judas Priest e Todd Rundgren.

Bandas se tornam elegíveis ao Rock & Roll Hall Of Fame 25 anos após o lançamento de seu primeiro trabalho. A cerimônia de 2020 acontece em Cleveland no dia 2 de maio.

Domingo em clima família encerra Rock in Rio

Muse fechou edição 2019 do evento, o maior já realizado

Domingo em clima família encerra Rock in Rio

O último dia do Rock in Rio foi como um bom domingo deve ser: tranquilo e bem família. O primeiro show reuniu O Terno e os portugueses Capitão Fausto e impressionou pela sincronia entre as bandas, sonoridade, referências e até mesmo na atitude hipster de seus integrantes.

Primeira atração do palco principal, o Paralamas do Sucesso não trouxe novidades e isso não foi exatamente um problema. Todo mundo, incluindo quem trabalha pesado dentro do evento, cantou todas as músicas do repertório, que incluiu “Aonde Quer Que Eu Vá”, “Melô do Marinheiro” e “Óculos”. Foi um show de comunhão, algo que no Brasil de hoje tem valor.

Efeito parecido teve o show de Lulu Santos com Silva, porém sem a potência de som do palco principal, que reverbera por toda a Cidade do Rock. Como em outros encontros promovidos pelo festival, eles fizeram músicas separados e juntos, com destaque para o cover de “Vida de Gado”, de Zé Ramalho. O que se ouviu depois foi “galera pedindo Anitta demais”, como diria Titi Müller.

Até aí, os shows estavam dentro do esperado para a maioria, jovens adultos e pais e filhos, havia mais adolescentes do que crianças. Porém outro grupo se distinguia: os roqueiros mais velhos. Eram minoria e foram reverenciar o King Crimson, expoente do rock progressivo, formado em 1969 e em sua primeira passagem pelo Brasil. Um show bastante conceitual com três baterias na linha de frente, uma escolha ousada para um dia tão pop.

Imagine Dragons reforçou a vibe suave da noite, com um show de simpatia do vocalista Dan Reynolds, que fez declarações de amor ao público e ao Brasil (o pai dele viveu por dois anos aqui) e se enrolou em uma bandeira de arco-íris, incentivando todo mundo a ser o que é.

Já o Muse fez um grande espetáculo, com efeitos luminosos, projeções caprichadas e chuva de papel, além de um gigantesco marionete que surgiu na sequência final. O público respondeu, ora acendendo o celular ora batendo palma e pulando ensandecidamente.

Bons momentos

Em sua maior versão, a Cidade do Rock deste ano não decepcionou no seu projeto urbanístico, o fluxo de pessoas, mesmo nos shows mais concorridos, foi sem atropelos, havia vários pontos de comida, água e banheiros, que estavam sempre limpos. A Game Play Arena, a “Nave” e o “Fuerza Bruta” fortaleceram o grande parque de diversão que também é o evento.

Metallica divulga link misterioso com contagem regressiva em redes sociais

Números zeram nesta quinta-feira (10) às 16h, horário de Brasília

Metallica

Neste domingo (6), o Metallica atualizou suas redes sociais com um link misterioso que leva para o site Metallicaxx.com. Na página, não há nenhuma informação além de uma contagem regressiva que zera nesta quinta-feira (10), ao meio dia no horário de São Francisco, EUA (16h, horário de Brasília).
https://t.co/aRetOYXJjq— Metallica (@Metallica) October 6, 2019 https://platform.twitter.com/widgets.js

A banda de James Hetfield e Lars Ulrich exibirá dia 9 de outubro (quarta-feira) o filme S&M2 nos cinemas do mundo todo e tem quatro shows marcados no Brasil em 2020. As apresentações acontecem em Porto Alegre (21 de abril), Curitiba (23 de abril), São Paulo (25 de abril) e Belo Horizonte (27 de abril).

Recentemente, Hetfield voltou a ser internado em uma clínica de reabilitação para tratar de seu vício em álcool. Com isso, o grupo cancelou shows na Austrália e Nova Zelândia.

O álbum mais recente do Metallica, Hardwired… To Self-Destruct, foi lançado em 2016.

 

Sexta no Rock in Rio foi toda dedicada ao rock

Gênero dominou até os espaços patrocinados do evento

Scorpions no Rock In Rio/Mauro Pimentel/AFP

A volta do metal ao Rock in Rio deixou até os mais cricris sem argumentos para reclamar da escalação, em geral, eclética do festival. A sexta-feira foi rock’n’roll do começo ao fim.

Sob sol e calor na casa dos 35oC, os metaleiros foram recebidos pelas garotas do Nervosa, power trio paulistano, que abriu o palco Sunset. Derrubando tudo, inclusive preconceitos, a banda de trash metal dedicou uma música a Marielle Franco.

Testosterona e roupa preta não faltaram à plateia, lotadíssima até o show do Scorpions, que encerrou a programação com seu repertório de classic rock, que incluiu “Wind of Change” e “Rock You Like a Hurricane“.

Atração principal da noite, o Iron Maiden, que toca domingo em SP, pediu para antecipar sua apresentação. A expectativa era altíssima: hordas de rapazes, jovens adultos e senhores mais velhos ostentavam a capa dos discos no peito e, vez ou outra, um admirador mais afoito fazia ecoar no metrô e no BRT, que levam à Cidade do Rock, o nome da banda.

O espetáculo correspondeu à altura. Não faltaram cenários complexos, eles abriram com um avião no palco; soluções cênicas, como o gigantesco Eddie espadachim de “The Trooper“; e figurinos caprichados, Bruce Dickinson entoou o hino “Fear of the Dark“, usando um traje de Fantasma da Ópera.

Tudo fez sentido. A fantasia em torno dos trabalhos da banda é criada sobre referências históricas e literárias, sempre ligadas a uma estética potente. A voz e o carisma do vocalista me fazem pensar que existe mesmo um pacto 666. Mais que isso, a Dickinson se aplica perfeitamente uma máxima do filme Rock Star, o trabalho dele é “viver uma fantasia que as outras pessoas apenas sonham“.

Outras duas atrações (literalmente) da pesada foram Sepultura, que abriu o palco Mundo, no começo da noite para uma legião de headbangers, e a anunciada despedida do Slayer, atração do palco Sunset que poderia muito bem estar no principal.

O dia do metal é quase uma tradição no Rock in Rio, aconteceu praticamente em todas as edições a partir de 2011 e ficou de fora na passada, sob protestos. Uma prova da força é o fato de os ingressos para ontem terem sido os primeiros a se esgotar.

We will rock you

Até nos espaços patrocinados, o rock dominou. Em geral, esses palcos menores e fora da programação oficial também recebem shows e DJs. No da Coca-Cola, por exemplo, o funk carioca dominava, até o dia do metal, quando a onda foi diferente. Clássicos como “Rock Roll All Night“, do Kiss, fizeram todo mundo cantar junto. Coincidência ou não, os músicos do Detonautas, que fizeram uma das mais elogiadas participações no RiR na semana passada, faziam parte da banda. No espaço da Sky, o DJ lançou “We Will Rock You“, do Queen, causando semelhante reação.

Um pouco mais distante dali, na Rota 85, caminho de acesso aos palcos, o saloon da cervejaria Eisenbahn era animada pelo trio de country rock carioca Dirty Devil Band. No coreto do outro lado da rua, a jovem banda Os Caras e Carol lançava seus riffs com a voz potente da moça que dá nome ao projeto.

Kiss confirma shows no Brasil em maio de 2020

Anúncio foi feito durante o Rockfest, em São Paulo

Kiss confirma shows no Brasil em maio de 2020

Especulado desde julho, o Brasil foi confirmado na turnê de despedida do Kiss, End of The World. O anúncio foi feito na noite de sábado (21), durante o Rockfest 2019, que aconteceu em São Paulo.

Com mais de 100 datas marcadas na turnê, a banda virá ao país em maio de 2020, segundo a conta oficial do Allianz Parque no Twitter – veja abaixo:

Vocalista do Kiss, Paul Stanley confirmou que essa será a última leva de shows da banda, mas que a turnê em si pode durar até três anos.

Orquestra Internacional fará concertos com clássicos do rock e do cinema

Apresentações acontecerão em São Paulo, nos dias 19 e 21 de setembro

Orquestra Internacional fará concertos com clássicos do rock e do cinema

Regida pelo maestro Ricardo Calderoni, a Orquestra de Concepción do Chile fará duas apresentações no Teatro Raul Cortez, em São Paulo, nos dias 19 e 21 de setembro.

Os concertos homenagearão bandas clássicas do rock, como Queen, Led Zeppelin e Pink Floyd, alternadas com versões de trilhas sonoras consagradas de filmes e séries como Harry Potter, Game of Thrones e Star Wars.

A apresentação do dia 19, quinta-feira, terá início às 21h e do sábado, 21, começará às 16h. Os ingressos, vendidos a partir de R$44, podem ser adquiridos pelo site do evento.

Tool tem primeiro disco de rock no topo da lista da Billboard 200 desde 2018

Fear Inoculum ultrapassou Lover, de Taylor Swift, na parada da revista

Tool tem primeiro disco de rock no topo da lista da Billboard 200 desde 2018

Quinto álbum do Tool, Fear Inoculum conseguiu dois grandes feitos em sua semana de lançamento, com 270 mil unidades vendidas. Além de desbancar Lover, de Taylor Swift, e assumir o topo da parada Billboard 200, o disco se tornou o primeiro trabalho de rock a ficar com o posto desde Come Tomorrow, da Dave Matthews Band, lançado em junho de 2018.

A diferença entre os álbuns de Dave Matthews e Tool, no entanto, é que o disco de 2019 foi vendido sem nenhum tipo de “reforço”, enquanto Come Tomorrow vinha acompanhado de ingressos para um show da banda em sua primeira semana.

Depois de estrear no topo das paradas, Lover teve uma queda de 79% em suas vendas da primeira para a segunda semana, mas as impressionantes 178 mil cópias vendidas foram o bastante para manter Taylor Swift à frente de Lana Del Rey, que estreou o disco Norman Fucking Rockwell! em terceiro, com 104 mil vendas.

INGLÊS 40 DIAS – Domine todos os níveis do inglês


Link do Checkout:

http://bit.ly/2zuJdgy