Alesso lança música em parceria com Ninja; ouça “Tilted Towers”

Ninjawerks Volume 1 será lançado em dezembro

Julia Sabbaga/omelete/30.11.2018

O selo Astralwerks e Tyler “Ninja” Blevins lançaram hoje, dia 30, o EP Ninjawerks Vol. 1, uma trilha sonora original com músicas dos principais artistas de música eletrônica do mundo.

Entre os trabalhos está um novo single do DJ sueco Alesso, que criou uma faixa intitulada “Tilted Towers”. Ouça acima.

Também são lançadas hoje as músicas “Jetty”, do Tycho, “Game Time”, do 3LAU. O álbum completo será lançado no dia 14 de dezembro.

Anúncios

Prodigy | HQ de Mark Millar e Rafael Albuquerque ganha teaser intenso

Primeira edição chega em dezembro

Arthur Eloi/omelete/30.11.2018

A HQ Prodigy, colaboração entre Mark Millar e Rafael Albuquerque pela Netflix, teve seu primeiro teaser divulgado que apresenta o protagonista Edison Crane – veja abaixo:

A trama acompanha a história de Edison Crane, o homem mais inteligente do mundo, que não está feliz apenas em administrar uma empresa de grande sucesso. Sua mente brilhante precisa sempre de um novo desafio e, por isso, ele se torna o cara certo para governos de todo o mundo, lidando com problemas que ninguém mais conseguiria lidar.

A série mostrará contos sobre o homem mais excepcional do mundo e a primeira edição será lançada em 5 de dezembro.

Netflix adquiriu a Millarworld em 2017. Desde então, o serviço de streaming já anunciou diversas produções, incluindo filmes que séries que adaptam as obras de Millar – saiba mais.

Ariana Grande ultrapassa Selena Gomez como cantora mais ouvida no Spotify

Cantora aquece para clipe de “Thank U, Next”

Julia Sabbaga/omelete/30.11.2018

Ariana Grande atingiu 46.9 milhões de ouvintes mensais este mês e ultrapassou Selena Gomez como a cantora mais ouvida no Spotify [via Billboard]. A audiência é resultado de um álbum novo, Sweetener, e o seu último single, “Thank U, Next”, que encabeça a Billboard Hot 100 pela terceira semana seguida.

Comentando o marco no Twitter, a cantora disse apenas “Eita. obrigada”:

Ariana lançará hoje, dia 30, o clipe de “Thank U, Next”. Um vídeo com os bastidores do clipe, inspirado em Legalmente Loira, As Apimentadas e Meninas Malvadas, pode ser visto acima.

O hit marcou a primeira vez que Ariana atingiu o 1º lugar na Billboard Hot 100. A faixa fará parte do próximo álbum da Ariana Grande, ainda sem detalhes revelados.

O último álbum da cantora, Sweetener, foi lançado em agosto – leia a crítica.

Killing Eve – 1ª Temporada

Série da BBC America estrelada por Sandra Oh é um hit que se revela um thriller da melhor qualidade

Henrique Haddefinir/omelete/05.11.2018

Na primeira cena de Killing Eve conhecemos a assassina Villanelle (Jodie Comer) através do detalhe. Ela observa uma menina que espera seu imenso sorvete cheia de ansiedade. Villanelle – um codinome desmascarado de forma rápida pelos roteiros – interage com ela cheia de simpatia. Quando o sorvete da menina chega, ela se levanta, caminha até a criança e derruba a guloseima com um sorriso no rosto, propositalmente. Apesar de sabermos que aquela é a grande assassina que matará dezenas no decorrer dos episódios, sua primeira aparição se concentra nesse detalhe: mais do que uma assassina profissional, ela tem um profundo fetiche pela instabilidade da vida. Quanto mais mata, mais fascinada fica pelo estado psicológico do indivíduo diante da morte e tensão.

Essa primeira sequência dá o tom do que virá a seguir. Killing Eve foi adaptada da série de livros Codename Villanelle, de Luke Jennings, e boa parte de seu marketing foi feito em cima da presença de Sandra Oh no elenco, vivendo Eve Polastri, a grande antagonista da criminosa. Contudo, a fascinação do público por mulheres assassinas se reflete na construção e exploração de Villanelle, uma personagem que cresce e transborda da tela, oscilando entre o horror e o charme, tornando-se o grande trunfo da série. Oh faz um trabalho extremamente correto, mas Comer domina a narrativa com uma astúcia impressionante.

A série não tem premissa complicada: com uma carreira em declínio, Eve é uma agente do MI5 que desenvolveu uma obsessão por descobrir a autora de uma série de assassinatos brutais. É importante salientar – e o roteiro também faz questão disso – que ela não quer apenas encontrar a assassina, mas sim provar que trata-se de uma mulher. Sua vida medíocre é descrita com apuro, indo do trabalho que não a reconhece, passando pelo casamento ordinário até chegar à paixão que ela tem pela ideia de perseguir e analisar essas mentes assassinas. Quando Carolyn (Fiona Shaw) entra em seu caminho como aquela que lhe dará os meios para perseguir Villanelle, a vida de Eve sofre a virada que ela espera há tanto tempo. Finalmente ela está viva.

Killing Me Softly

A metáfora não se esconde, vale dizer. Quanto mais perto chega de Villanelle, mais a protagonista se enche dos anseios típicos de quem tem muito para viver. Ela começa a ser negligente com o próprio casamento, coloca vidas em risco e vai deixando a captura da assassina no plano pessoal, e não profissional. Do outro lado, a vilã entende muito rápido que exerce fascinação na agente e começa a usar isso em favor próprio. Villanelle provoca, atiça, seduz, se comunica com Eve de maneiras veladas e ao desafiá-la, também acaba dominando-a. Sendo assim, aos poucos a criminosa vai “matando” Eve e fazendo-a renascer para uma evidência primordial: Eve precisa de Villanelle para continuar se sentindo viva.

Os oito episódios da primeira temporada são nervosos, dificilmente irão entediar seus espectadores. O jogo de gato-e-rato entre as duas personagens é extremamente eficiente e em muitos momentos realmente faz pular da cadeira. A vendida psicopatia de Villanelle, contudo, parece uma interpretação rasteira para uma personagem que tende a cultivar certas motivações parciais. São dela as cenas mais sagazes, onde o texto flerta com o humor de um jeito macabro, sombrio, sendo ao mesmo tempo divertido e perturbador. É evidente que a BBC America quer manter entretidos os fãs de Orphan Black, levando ao ar mais uma produção tomada de mulheres fortes e com uma narrativa tensa e intrincada.

O resultado final é muito positivo, mas a euforia em torno da série não pode ignorar que ela é uma produção competente mas longe de exalar originalidades. A estrutura de reviravoltas, surpresas e mortes inesperadas faz parte da gênese dos títulos de ação do século. Killing Eve sai ganhando por conta de seu ótimo roteiro, em comunhão com incríveis atuações, formando um pacote de elegância narrativa que realmente empolga. Há um ótimo cliffhanger no final, mas a ideia de uma perseguição contínua, temporada após temporada, não é muito animadora. Considerando que há mais volumes do material literário para serem lançados adiante – um deles já em 2019 -, pode ser que a série faça uma longa carreira na TV.

Nota do Crítico:fourhandsÓtimo

Taylor Swift é a pessoa mais influente no Twitter em 2018

Cantora ficou na frente de Katy Perry e Kim Kardashian

Julia Sabbaga/omelete/29.11.2018

A agência de análise Brandwatch divulgou a lista dos nomes mais influentes no Twitter em 2018, e Taylor Swift encabeçou a lista, ficando na frente de Liam Payne – o homem mais influente – Donald Trump e Katy Perry.

A análise compila dados de interações e números de seguidores, e mesmo com apenas 13 tweets feitos neste ano, Swift obteve uma pontuação de 98. O segundo lugar, Payne, ficou com 97, e Katy Perry com 96.

Tanto Swift quando Payne, topos das listas de cada gênero, não estavam entre os 10 mais influentes no ano passado. Confira as listas completas:

As mulheres mais influentes:

  1. Taylor Swift
  2. Katy Perry
  3. Kim Kardashian West
  4. Demi Lovato
  5. Ellen Degeneres
  6. Selena Gomez
  7. Shakira
  8. Jennifer Lopez
  9. Rihanna
  10. Lady Gaga

Os homens mais influentes:

  1. Liam Payne
  2. Donald Trump
  3. Justin Bieber
  4. Barack Obama
  5. Cristiano Ronaldo
  6. Niall Horan
  7. Bruno Mars
  8. Amitabh Bachchan
  9. David Guetta
  10. A.R.Rahman

Vidro | Bruce Willis, Samuel L. Jackson e James McAvoy estampam novo pôster

Filme estreia em janeiro

Mariana Canhisares/omelete/29.11.2018

O Fandango divulgou um pôster inédito de Vidro, com Bruce Willis, Samuel L. Jackson e James McAvoy. Confira (via ComingSoon):

Universal Pictures/Divulgação

De Corpo FechadoBruce Willis retorna como David Dunn e  Samuel L. Jackson volta a encarnar Elijah Price, também conhecido pelo pseudônimo Mr. Glass. De FragmentadoJames McAvoy reprisa seu papel como Kevin Wendell Crumb e suas múltiplas personalidades e Anya Taylor-Joy é Casey Cooke, a única sobrevivente do encontro com A Fera.

Após a conclusão de FragmentadoVidro mostrará Dunn perseguindo a figura super-humana de Crumb, A Fera, em uma série de crescentes encontros, enquanto a sombria presença de Price surge como um maestro que detém segredos fundamentais para os dois homens.

M. Night Shyamalan assina o roteiro e a direção. Vidro estreia em 17 de janeiro de 2019.

Maisie Williams, a Arya Stark de Game of Thrones, é confirmada na CCXP1

Atriz estará no painel do seriado da HBO ao lado de showrunners e John Bradley

Arthur Eloi/omelete/29.11.2018

O painel de Game of Thrones continua crescendo! A HBO confirmou que trará Maisie Williams, a Arya Stark, para a CCXP18. Assim como os showrunners David Benioff e D.B. Weiss e o ator John Bradley (Samwell Tarly), Williams estará no painel que acontece em 6 de dezembro, às 18h30.

Britânica, Maisie Williams atua em Game of Thrones desde seus 14 anos de idade, praticamente crescendo junto com o épico da HBO onde vive Arya Stark, terceira filha dos Stark de Winterfell que torna-se uma impiedosa e altamente treinada assassina, jurando vingança contra aqueles que feriram sua família. Desde então, a atriz também passou por séries de peso, como Doctor Who, e filmes como Mary Shelley (2017) e Os Novos Mutantes (2019).

Além do painel, a HBO contará também uma ativação dedicada à série, que promete transportar fãs para o mundo de Westeros através de experiências únicas e atividades imersivas.

Cinco anos de CCXP

A edição comemorativa de cinco anos da CCXP deve ser a maior da história e os ingressos podem ser adquiridos pelo site oficial. O terceiro lote já está à venda.

A meia-entrada/ ingresso social é válida a todos que doarem um livro – entregue em bom estado de conservação na entrada do evento –, que posteriormente será doado à Prefeitura de São Paulo. O benefício é também garantido por lei aos estudantes com posse de carteirinha, idosos, aposentados, professores da rede municipal e estadual de São Paulo e portadores de necessidades especiais.

Além dos ingressos convencionais, a edição 2018 terá o retorno do EPIC Experience. O passe dá direito a participar da Spoiler Night, entrar mais cedo todos os dias e ganhar um kit especial, composto de uma camiseta CCXP, um pôster oficial do evento, um pôster com arte exclusiva do Bane Deluxe Art Scale 1/10 By Ivan Reis, um pin CCXP, um pin Iron Studios e um cordão, além de desconto de 10% nas lojas Mundo Geek, Harry Potter, Oficial CCXP Chiaroscuro Studios dentro do festival, e um voucher que dá direito a uma foto ou um autógrafo com um dos artistas convidados do evento. O ingresso custa R$ 1.099,99 e não tem meia-entrada.

Há ainda o ingresso FULL Experience. Com ele, você terá os mesmos benefícios do EPIC, mais a entrada VIP, pôster oficial do evento autografado pelo artista, acesso ao VIP Lounge com alimentação e serviço concierge, entrada exclusiva no auditório Thunder com lugar reservado, colecionáveis exclusivos da Iron Studios e fotos e autógrafos com quatro artistas convidados. O ingresso está esgotado.

CCXP – Comic Con Experience 2018

A edição deste ano acontece entre os dias 6 e 9 de dezembro. Quem adquirir os pacotes EPIC e FULL Experience poderá ainda conferir a Spoiler Night, no dia 5 de dezembro, das 18 às 21h.

Os horários do evento se mantiveram. Nos dois primeiros dias, o evento acontece das 12h às 21h. No sábado, o evento ocorre das 11h às 21h. Já o domingo, os portões abrem às 11h e fecham às 20h.

Para mais informações, acesse o site oficial do evento.

CCXP Unlock

A edição deste ano da CCXP Unlock, evento que mostra os bastidores da indústria do entretenimento, acontece nos dias 4 e 5 de dezembro. Os ingressos, que custam R$ 1.499,99. A programação será divulgada em breve.

Mumford & Sons faz cover de “Breathin'”, da Ariana Grande; veja

Faixa faz parte do último álbum da cantora, Sweetener

Julia Sabbaga/omelete/29.11.2018

Em performance no BBC Live Lounge, o Mumford & Sons fez um cover de “Breathin'”, da Ariana Grande, acompanhados pelo duo Pêtr Aleksänder e membros da Orquestra Contemporânea de Londres. Confira acima.

“Breathin'” faz parte do último álbum da cantora, Sweetener, lançado em agosto – leia a crítica.

O Mumford & Sons revelou, recentemente, o seu quarto álbum de estúdio, Delta – leia a crítica.

Uma Aventura LEGO 2 ganha novo pôster nacional

Sequência chega aos cinemas em fevereiro

Mariana Canhisares/omelete/29.11.2018

A Warner Bros. Pictures Brasil divulgou o cartaz nacional de Uma Aventura LEGO 2. Confira:

O novo longa se passa cinco anos após o primeiro e mostra a cidade enfrentando um novo perigo: os invasores do espaço LEGO DUPLO, que quebram tudo mais rápido do que as peças conseguem reconstruir.

Além de Pratt e Arnett, também retornam ao elenco Channing Tatum eJonah Hill. Já Tiffany Hadish dublará uma nova personagem com papel importante.

Phil Lord e Chris Miller assinam o roteiro do longa, que será comandado por Mike Mitchell e pela diretora de arte, Trisha Gum. A estreia do filme é prevista para 7 de fevereiro de 2019.

Acústico MTV voltará a ser produzido pela emissora

Projeto voltará em 2019

Fábio de Souza Gomes/omelete/29.11.2018

O Acústico MTV, projeto de grande sucesso da emissora durante os anos 90 e 2000, voltará a ser produzido a partir de 2019. A revelação foi feita pelo Notícias da TV e ainda não se sabe qual será a banda escolhida para dar início a nova fase.

O Acústico MTV estreou no Brasil no início dos anos 90 e fez com que bandas trocassem a guitarra pelo violão. Entre os destaques estão Titãs, Charlie Brown Jr., Legião Urbana, Cássia Eller e outros grandes grupos e artistas da cena musical brasileira.

O último a ser produzido foi o de Arnaldo Antunes, em 2011, quando o canal ainda era operado pelo Grupo Abril. Dois anos depois, em 2013, a produção temporarialmente paralisada pois a gestão da MTV passou para a Viacom, dona dos direitos do canal ao redor do mundo.

Ainda não há uma data para o lançamento.