Arquivo da tag: Adaptação

Watchmen | Tudo o que você precisa saber antes de assistir à série

Produção da HBO será uma continuação da HQ de Alan Moore e Dave Gibbons

Watchmen | Tudo o que você precisa saber antes de assistir à série

Com estreia marcada para 20 de outubro, a série de Watchmen da HBO tem a difícil tarefa de honrar a HQ em que se baseia. Escrita por Alan Moore com arte de Dave Gibbons, a publicação é uma minissérie em 12 partes que mudou para sempre não só os rumos da DC Comics como da forma de se fazer quadrinhos ao experimentar novas formas de contar uma história.

Damon Lindelof, criador do seriado, afirmou que o público “poderá embarcar sem saber nada sobre o original”. Porém, o próprio Lindelof revelou que a obra original é uma espécie de velho testamento para a produção. Confira abaixo tudo o que você precisa saber antes de assistir à Watchmen:

Antes de Watchmen

No mundo da HQ, os vigilantes mascarados começaram agir nos EUA durante a década de 1940, anos antes dos eventos da trama principal. Vestindo trajes e máscaras, os paladinos se uniram em uma equipe chamada Minutemen, que combatia tanto criminosos comuns quanto vilões. O time agiu por aproximadamente uma década, até que os heróis começaram a ser considerados ultrapassados e uma série de eventos desastrosos, como o assassinato da heroína Silhouette, causaram seu fim. Uma parte de seus membros se aposentou, enquanto aqueles que seguiram agindo individualmente foram obrigados a revelar suas identidades para o governo. Embora marque um momento anterior ao da trama principal de Watchmen, os Minutemen foram confirmados na série já no segundo trailer, quando Looking Glass, um personagem inédito, assiste na TV um de seus membros, o herói Justiça Encapuzada, em ação. Em outro momento é possível ver o anúncio de uma produção chamada American Hero Story, indicando que a trajetória do grupo deve servir de base para um seriado nesse universo.

Entre os membros dos Minutemen se destaca o Edward Blake, o Comediante, um jovem vigilante que entrou para o grupo em busca de publicidade e pagamento por seus atos heróicos. Considerado egoísta e violento por seus colegas de equipe por atitudes como roubar os criminosos que impedia, o vigilante foi expulso após uma tentativa de estupro contra a heroína Espectral.

À esquerda, Justiça Encapuzada na HQ e à direita na série

Um comediante morreu em Nova York

Mesmo com uma péssima reputação, Blake se tornou forte aliado do então presidente dos EUA, que o transformou em uma espécie de símbolo patriótico. A confiança do governo era tanta que o Comediante foi convocado para comandar tropas americanas na Guerra do Vietnã. Anos após seu envolvimento no conflito, Blake foi convidado para fazer parte de uma nova equipe de heróis mascarados chamada Combatentes do Crime, onde conheceu novos heróis como Rorschach e Ozymandias e novas versões de seus antigos companheiros de Minuteman como Coruja e Espectral. Pouco tempo depois, ele deixa a equipe afirmando que o país está à beira de uma guerra nuclear com a União Soviética, o que torna o combatente ao crime urbano uma missão boba.

Anos após seu desligamento da nova equipe, o Comediante seguiu carreira auxiliando o governo dos EUA. Durante uma de suas missões secretas, em 1985, Blake se infiltrou em uma misteriosa ilha e descobriu que ali acontecia uma conspiração de proporções catastróficas. Apavorado pela descoberta que fez no local, o vigilante embriagado invadiu a casa de Moloch, um antigo vilão dos Minutemen, e confessou boa parte de seus pecados – como ter feito “coisas ruins” a mulheres e atirado em crianças no Vietnã – mas que nenhum desses erros se comparava à atrocidade que estava sendo preparada na tal ilha. Após o ocorrido, Eddie Blake foi espancado e assassinado ao ser atirado pela janela de seu apartamento. Sua morte desencadeou a investigação de Rorschach, que ficou obcecado em descobrir o que teria causado a morte do Comediante.

Matar milhões para salvar bilhões

Durante sua investigação, Rorschach descobre a conspiração que levou o Comediante à loucura: Ozymandias, um de seus antigos companheiros de combate ao crime, utilizou sua grande fortuna em um plano genocida para encerrar a Guerra Fria. Inspirado pelo discurso de Blake a respeito do embate entre EUA e União Soviética, Adrian Veidt utilizou sua fortuna para criar uma forma de terminar o conflito e para isso desenvolveu um complexo plano que culminou na criação de um monstro alienígena que foi teletransportado para os Estados Unidos, matando milhões de inocentes e criando um inimigo em comum para os adversários, que declararam paz e se uniram para erradicar criatura.

Essa é a maior diferença entre a HQ e o filme, já que o longa de Zack Snyder substituiu o monstro alienígena por uma bomba. A troca faz sentido, já que o plano original de Ozymandias é tão complexo que adicionaria uma camada extra para a produção, cujo corte final já passava de duas horas. Entretanto, a série será uma continuação direta da obra original, e seu segundo trailer já revelou a presença do monstro.

Para a concepção da criatura, Veidt levou uma série de artistas para sua ilha secreta com a desculpa de que estariam trabalhando em um filme secreto. Com o visual – que deveria parecer vindo de outro mundo – pronto, o empresário utilizou seu conhecimento em engenharia genética para encontrar formas de dar vida à sua criação, e para isso utilizou técnicas que replicavam os poderes do Doutor Manhattan, o único herói com superpoderes nesse universo.

Consciente de que Manhattan poderia descobrir seus planos, Veidt cria uma conspiração que leva a opinião pública a crer que o herói com poderes divinos causou câncer em diversas pessoas próximas. Desiludido e sentindo-se injustiçado pelos humanos, por quem lutou por boa parte de sua vida, ele deixa a Terra e se isola em Marte. Com o monstro pronto e sem um guardião para o planeta, Ozymandias leva a criatura ao centro de Nova York através de teletransporte, uma habilidade do Doutor Manhattan que foi replicada em laboratório para que se tornasse impossível rastrear e impedir a execução do projeto.

Enquanto isso, Espectral, que participou das investigações de Rorschach ao lado do Coruja, é levada a Marte pelo Doutor Manhattan, onde ela conta parte dos planos – sem saber que são criação de Ozymandias – e suplica para que ele salve a Terra. Após uma discussão, Manhattan tem uma epifania e decide defender a humanidade, mas chega segundos tarde demais. Impreciso, o teletransporte causa a morte da criatura no momento em que chega em Nova York, gerando um choque psíquico que mata milhões de pessoas instantaneamente. Massacre considerado justo por Veidt, que vê como positiva sua iniciativa após encerrar a Guerra Fria. As baixas inocentes, segundo o ex-vigilante, são consequências aceitáveis, já que ao matar milhões de pessoas, salvou a vida de bilhões.

Divulgação/HBO;Divulgação/DC Comics

Nada nunca acaba

Desesperada, Espectral pede para que o Doutor Manhattan a leve dali. Seguindo a radiação gerada pelo monstro, eles chegam a uma base de Ozymandias na Antártida, onde o bilionário está sendo confrontado por Coruja e Rorschach, que se recusa a sustentar a mentira e afirma que vai voltar para seu país e denunciar Veidt. Acreditando que a verdade só faria com que a guerra retornasse, Manhattan o mata para impedir que o plano de Ozymandias seja descoberto. Após assassinar seu antigo colega, ele se despede de Veidt afirmando que deixará a Terra para talvez criar vida em outro ponto do universo. No fim da história, é revelado que o diário em que Rorschach anotou toda a investigação a respeito da morte do Comediante – incluindo a criação do falso monstro alienígena – foi entregue a um jornal, deixando em aberto a possibilidade de que o plano seja descoberto no futuro.

Divulgação/DC Comics

Já imaginou aprender a desenhar sem sair de casa em menos de 7 dias? ?? Iria impressionar todos seus amigos na escola!

Nessa aula gratuita vou te ensinar esse método novo 100% do zero e infalível que está ajudando milhares de pessoas de todas as idades a desenhar e colorir melhor seus animes favoritos !

Galerinha , ?? dá pra acreditar que esse desenho foi feito com lápis de cor barato?

54512612_1228082707360941_4940538193399605991_n
Estão vendo, não precisa ter material caro pra desenhar bem. Você irá conseguir com uma técnica muito especial. Que eu posso te passar!

Quer desenhar assim também e impressionar seus amigos?

materialcurso
Clique no primeiro link para saber mais:
http://bit.ly/31QNojd

Link para o checkout
http://bit.ly/2H7UVCf

Anúncios

Demon Slayer ganhará filme animado; veja teaser

Produção adaptará o arco do Trem Infinito, dando continuidade ao anime

Demon Slayer ganhará filme animado; veja teaser

Assim que o último episódio de Demon Slayer foi ao ar no Japão neste sábado (28), foi anunciado que ele terá continuidade agora em um filme animado que adaptará o arco do Trem Infinito. Ainda sem data de estreia confirmada, a produção será uma sequência direta da trama do anime (via Crunchyroll).

Confira o teaser:

 

Sabe-se que Haruo Sotozaki retornará à cadeira de diretor, enquanto Akira Matsushima segue como o designer de personagens.

Também conhecido apenas como Kimetsu no Yaiba, Demon Slayer é um mangá publicado desde fevereiro de 2016 que, neste ano, foi adaptado para anime.

A trama é focada em no garoto Tanjiro Kamado e sua irmã, Nezuko, que levavam uma vida pacata até serem atacados por demônios. Além de perder todos seus familiares, Tanjiro viu sua irmã se transformar também em um demônio. Para tentar torná-la humana novamente e impedir que outros passem pelo menos, o menino se transforma em um matador de demônios.

Fim de semestre chegando e o prazo para finalizar o TCC começa a acabar

Você não precisa mais se desesperar

Monografis – Orientador TCC

O Monografis é uma plataforma online que serve como assistente de escrita dissertativa na elaboração do TCC, projeto TCC, artigo científico a artefatos mais complexos, dissertação e tese.

Seja orientado de forma Profissional

Link para checkout

http://bit.ly/2mIxmbR

Mortal Kombat | Warner Bros. anuncia início das filmagens

Reboot terá direção de Simon McQuoid e chegará aos cinemas em 2021

A Warner Bros. e a New Line Cinema anunciaram o início das filmagens do novo Mortal Kombat. Em comunicado, as empresas revelaram que o novo filme terá direção de Simon McQuoid, que faz sua estreia em longa-metragens e já está em produção no estado da Austrália do Sul.

Não há detalhes adicionais sobre a trama da adaptação de Mortal Kombat. A produção-executiva é de James Wan, diretor de filmes como Aquaman Invocação do Mal cuja produtora é responsável pelo longa, disse que pretende levar o projeto sem pressa e com a maior fidelidade ao game possível. Dirigido por McQuoid com roteiro de Greg Russo, o filme deve chegar aos cinemas em 5 de março de 2021.

Ninjin, desenho do Cartoon Network baseado em game brasileiro, ganha HQ

História independente expandirá universo da animação

Ninjin, desenho do Cartoon Network baseado em game brasileiro, ganha HQ

O universo de Ninjin continua crescendo: após o Cartoon Network anunciar que adaptará o game brasileiro para as telas, a emissora agora divulgou uma HQ original inspirada na criação do estúdio Pocket Trap.

Assim como o desenho, o quadrinho digital é coprodução do Cartoon Network com a Birdo Studio, e traz uma história independente chamada Meu Melhor Amigo, Ninjin, que pretende expandir o universo da série animada. Veja abaixo:

O quadrinho será publicado pela emissora nas plataformas digitais. Já a série animada de Ninjin ganhou um episódio no Youtube, e chega à TV em 19 de setembro.

Já imaginou aprender a desenhar sem sair de casa em menos de 7 dias? ?? Iria impressionar todos seus amigos na escola!

 

Nessa aula gratuita vou te ensinar esse método novo 100% do zero e infalível que está ajudando milhares de pessoas de todas as idades a desenhar e colorir melhor seus animes favoritos !

Galerinha , ?? dá pra acreditar que esse desenho foi feito com lápis de cor barato?

52368318_364984274339112_5216886621701406720_n

Estão vendo, não precisa ter material caro pra desenhar bem. Você irá conseguir com uma técnica muito especial. Que eu posso te passar!

materialcurso

Quer desenhar assim também e impressionar seus amigos? Clique no primeiro link para saber mais:

http://bit.ly/2H7UVCf

 

 

Link da compra

https://pay.hotmart.com/A10596905H?lang=pt-BR

Turma da Mônica: Laços ganhará versão em DVD em outubro

Paris Filmes volta atrás e decide lançar longa nacional em home video após pedidos do público

Elenco de Turma da Mônica: Laços

A Paris Filmes revelou que Turma da Mônica: Laços ganhará lançamento físico em DVD. A distribuidora havia afirmado anteriormente que não faria versão de home video para o filme de Daniel Rezende, assim como John Wick 3: Parabellum. Agora, após pedidos do público, a decisão parece ter sido revertida. Mesmo assim, ainda não há menção sobre lançamento em Blu-ray. A edição em DVD chega em 16 de outubro, e custará R$30. Veja abaixo:

 

Com elenco principal é composto por Kevin Vechiatto como Cebolinha, Laura Rauseo como Magali, Gabriel Moreira como Cascão e Giulia Benitte como Mônica. Monica Iozzi interpreta Dona Luísa e Paulo Vilhena vive o Seu Cebola. O filme, que adapta a graphic novel dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, mostra as aventuras da turma para encontrar Floquinho, o cachorro do Cebolinha.

Turma da Mônica: Laços já está disponível em cópias digitais. Além disso, o filme tem um sequência em desenvolvimento – saiba mais.

Já imaginou aprender a desenhar sem sair de casa em menos de 7 dias? ?? Iria impressionar todos seus amigos na escola!

 

Nessa aula gratuita vou te ensinar esse método novo 100% do zero e infalível que está ajudando milhares de pessoas de todas as idades a desenhar e colorir melhor seus animes favoritos !

Galerinha , ?? dá pra acreditar que esse desenho foi feito com lápis de cor barato?

3

Estão vendo, não precisa ter material caro pra desenhar bem. Você irá conseguir com uma técnica muito especial. Que eu posso te passar!

materialcurso

Quer desenhar assim também e impressionar seus amigos? Clique no primeiro link para saber mais:

http://bit.ly/2H7UVCf

 

 

Link da compra

https://pay.hotmart.com/A10596905H?lang=pt-BR

My Hero Academia: 2 Heróis – O Filme chega a plataformas digitais

Longa está disponível em serviços on demand

My Hero Academia: 2 Heróis – O Filme chega a plataformas digitais

Inspirado em um dos animes de maior sucesso dos últimos tempos, My Hero Academia: 2 Heróis – O Filme já está disponível em diversos serviços on demand. O longa, que mostra All Might e Midoriya em uma aventura na tecnológica I-Island foi liberado digitalmente no último dia 4.

O filme está disponível para compra e aluguel no NOW, iTunes, YouTube, Google Play, VIVO Play e SKY, em versões dublada e legendada.

O elenco de dublagem brasileiro conta com nomes como Guilherme Briggs, Jacqueline Sato e Fábio Lucindo.

Adaptação do mangá de Kohei Horikishi, a trama acompanha um garoto comum em meio a um mundo de heróis e pessoas com habilidades sobre-humanas. O mangá é publicado no Brasil pela JBC, enquanto o anime conta com mais de 60 episódios desde sua criação em 2016 e é exibido no serviço de streaming Crunchyroll. A quarta temporada estreia em 12 de outubro no Japão.

Resta 1 dia, menos de 24 horas para você apostar e concorrer a 95 MILHÕES

A Lotofácil de independência vai sortear 95 MILHÕES!!

A sua chance de mudar de vida.

 

Adquira o simulador que vai te dar os números

Acesse o link abaixo para saber os detalhes

 

http://bit.ly/2UgSoer

 

Link Checkout

http://bit.ly/2ZwGbYZ

Todos os filmes baseados na obra de Stephen King

Reunimos em uma lista todas as adaptações para o cinema do escritor americano

Todos os filmes baseados na obra de Stephen King

As mais de 400 publicações dos trabalhos de Stephen King (entre romances, contos,  poemas, antologias e livros de não ficção) já serviram de base para diversos filmes e séries de TV, incluindo os recentes A Torre Negra e It, A Coisa. As tramas giram em torno de assombrações, personagens com poderes psíquicos, realidades alternativas, invasões alienígenas e máquinas assassinas, sempre com humor negro e um toque de melancolia.

A seguir, listamos todos os longas-metragem baseados na obra do escritor americano que passaram pelos cinemas:

Carrie: A Estranha

United Artists/Divulgação

O primeiro romance publicado de King também foi a primeira adaptação da sua obra para o cinema. O livro de 1974 chegou às telas pelas mãos de Brian De Palma em 1976 com Sissy Spacek no papel-título. A trama sobre a adolescente com poderes telecinéticos que sofre com a mãe abusiva e os colegas de escola também ganhou um  versão musical na Broadway em 1988, uma continuação em 1999 (A Maldição de Carrie) e mais duas novas adaptações: para a TV em 2002, estrelada por Angela Bettis e com roteiro de Bryan Fuller, e para os cinemas em 2013, com Chloë Grace Moretz como Carrie.

O Iluminado (The Shining)

Warner Bros/Divulgação

Publicado em 1977, o romance foi o primeiro grande sucesso de King. Porém, para desgosto do escritor, Stanley Kubrick adaptou em 1980 a história de isolamento e violência da família de Jack Torrance no Overlook Hotel. King, que foi contra a escalação de Jack Nicholson, descreve a versão como um “carro de luxo sem motor”, com muita estética e pouco conteúdo. Sua resposta veio em 1997, quando fez questão de assinar o roteiro da minissérie para a TV baseada no livro. Em 2013, o autor lançou Doutor Sono, que continua a história de Danny Torrance.

Creepshow: Show de Horrores

Warner Bros./Divulgação

A antologia de horror lançada em 1982 tem direção de George A. Romero e roteiro do próprio Stephen King. São cinco histórias, duas baseadas nos contos “Weeds”, de 1976, e “The Crate”, de 1979, e as demais escritas especialmente para o longa. O filme também marca a estreia de King como ator no segmento “The Lonesome Death of Jordy Verrill”. Ele interpreta um caipira que descobre um meteorito e acaba liberando uma praga alienígena.

Cujo

Warner Bros./Divulgação

O filme de 1983 tem como base o romance lançado em 1981. Escrito em um período de alto consumo de álcool, King diz que mal lembra do processo de criação da história sobre um São Bernardo com raiva que acua uma mãe e seu filho dentro de um carro.Hoje cultuado, o longa de Lewis Teague dividiu a crítica e teve uma arrecadação modesta (US$ 21 milhões) na  época do seu lançamento.

A Hora da Zona Morta (The Dead Zone)

Paramount Pictures/Divulgação

Dirigido por David Cronenberg, o filme de 1983 adapta o livro de 1979 sobre um homem que acorda de um coma e descobre ter problemas psíquicos. Christopher Walken e Martin Sheen estrelam a adaptação para os cinemas. O romance também serviu de base para uma série de TV estrelada por Anthony Michael Hall, exibida entre 2002 e 2007 pelo USA Network.

Christine, O Carro Assassino

Columbia Pictures/Divulgação

Lançado em 1983, o livro ganhou uma adaptação no mesmo ano pelas mãos John Carpenter. Recebido com pouco entusiasmo pela crítica da época, o filme sobre o carro possuído por um espírito maligno é hoje considerado um clássico cult.

Colheita Maldita (Children of the Corn)

New World Pictures/Divulgação

O conto “Children of the Corn”, publicado originalmente na edição de março de 1977 da revista masculina Penthouse, rendeu diversas adaptações, a começar pelo curta-metragem “Disciples of the Corn”, de 1983. No ano seguinte, a história sobre uma comunidade de crianças que assassina adultos em prol de uma boa colheita chegou aos cinemas iniciando uma franquia que rendeu mais 7 filmes e um remake para a TV lançado em 2009.

Chamas da Vingança (Firestarter)

Universal Studios/Divulgação

O filme de 1984 tem como base o romance publicado em 1980 sobre um casal que ganha poderes telecinéticos depois de passar por experimentos e tem uma filha pirocinética. Uma jovem Drew Barrymore estrela o longa ao lado de Martin Sheen e George C. Scott. A história ganhou uma continuação para a TV em 2002 (Firestarter 2: Rekindled) e Barrymore reviveu sua personagem em uma esquete do Saturday Night Live em 2007.

Olhos de Gato (Cat’s Eye)

Metro-Goldwyn-Mayer/Divulgação

Com roteiro de King, a antologia de terror de 1985 adapta os contos “Quitters, Inc.”, de 1978, e “The Ledge”, de 1976, além de uma história inédita escrita especialmente para o filme. O elenco conta com Drew Barrymore e James Woods e a direção é de Lewis Teague, que também comandou Cujo (1983).

A Hora do Lobisomem (Silver Bullet)

Paramount Pictures/Divulgação

King escreveu o roteiro do filme de 1985 que adapta a novela Cycle of the Werewolf, de 1983, sobre um lobisomem que aterroriza uma pequena cidade. Apesar de ter sido escrito pelo próprio King, o longa não é fiel ao texto original, alterando personagens e alguns pontos da trama. O longa faturou apenas US$ 12,3 milhões nas bilheterias e foi recebido com pouco entusiasmo pela crítica.

Comboio do Terror (Maximum Overdrive)

De Laurentiis Entertainment/Divulgação

Baseado no conto “Trucks”, publicado originalmente na revista Cavalier em 1973, o filme de 1986 sobre caminhões assassinos marca a única empreitada de King como diretor e contou com a participação do AC/DC na trilha sonora. Rendeu uma  indicação ao Framboesa de Ouro de Pior Diretor para King e de pior ator para Emilio Estevez (os dois perderam para Prince em Sob o Luar da Primavera). Em uma entrevista recente para divulgar a adaptação para a TV de Under the Dome, King admitiu que Comboio do Terror foi a pior adaptação do seu trabalho.

Conta Comigo (Stand by Me)

Columbia Pictures/Divulgação

Rob Reiner dirige o filme de 1986 baseado na novela “The Body”, de 1982.  Will Wheaton, River Phoenix, Corey Feldman e Jerry O’Connell estrelam o longa sobre a jornada de quatro garotos para encontrar o corpo de um garoto desaparecido. Recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Roteiro Adaptado e foi um sucesso de crítica e público (US$ 52,2 milhões para um orçamento de US$ 8 milhões). É um dos filmes mais influentes da década de 80, sendo uma das grandes inspirações para Stranger Things.

A Return to Salem’s Lot

Warner Bros./Divulgação

O filme de 1987 é uma continuação para a minissérie de 1979 baseada no livro de 1975. Tobe Hooper comanda a versão para a TV e Larry Cohen dirigiu o filme, que teve uma curta passagem pelas cinemas e depois foi lançado em VHS. A sequência segue um homem e seu filho que resolvem tirar férias em uma cidade infestada por vampiros.

O Sobrevivente (The Running Man)

TriStar Pictures/Divulgação

Arnold Schwarzenegger estrela o filme de 1987 baseado no romance de 1982 publicado sob o pseudônimo Richard Bachman. A trama se passar um EUA distópico entre 2017 e 2019 onde criminosos são condenados a participar do programa de TV The Running Man, onde precisam fugir de assassinos profissionais.

O Cemitério Maldito (Pet Sematary)

Paramount Pictures/Divulgação

O filme de 1989 adapta o livro de 1983 sobre um cemitério que tem o poder de “reviver” animais e pessoas, mas com consequências malignas. Com roteiro do próprio King e um orçamento de US$ 11,5 milhões, arrecadou US$ 57,5 milhões nas bilheterias dos EUA. Ganhou uma continuação em 1992, também dirigida por Mary Lambert, mas sem repetir o sucesso de público e crítica. Em 2019, uma segunda adaptação foi lançada, com direção de Kevin Kölsch e Dennis Widmyer, recebendo críticas mistas mas com um bom resultado nas bilheterias, arrecadando US$ 112,4 milhões com um orçamento de US$ 21 milhões.

Contos da Escuridão

Paramount Pictures/Divulgação

A antologia de 1990 adapta apenas um conto de King, “The Cat from Hell”, publicado originalmente na edição de março de 1977 da revista Cavalier. George A. Romero dirige o curta sobre um assassino que é contratado para matar um gato.

A Criatura do Cemitério (Graveyard Shift)

Paramount Pictures/Divulgação

O filme de 1980 tem como base o conto “Graveyard Shift”, publicado originalmente na edição de outubro de 1970 da revista Cavalier, e conta a história de uma fábrica têxtil infestada por ratos e onde diversos funcionários morreram misteriosamente no turno da noite. Mal recebido pela crítica, o filme de US$ 10,5 milhões arrecadou US$ 11,5 milhões nas bilheterias.

Louca Obsessão (Misery)

Columbia Pictures/Divulgação

O filme de 1990 dirigido por Rob Reiner (que também comandou Conta Comigo) tem como base o romance publicado por King em 1987. No suspense psicológico, Kathy Bates dá vida a assustadora Annie Wilkes, que aprisiona Paul Sheldon (James Caan), o seu escritor favorito, forçando-o a escrever novas histórias sobre a personagem Misery Chastain. Bates recebeu o Oscar de melhor atriz por sua atuação no longa, que o próprio King coloca entre as suas dez adaptações favoritas da sua obra.

O Passageiro do Futuro ( The Lawnmower Man)

New Line Cinema/Divulgação

O terror de ficção científica de 1992 apenas usa o título e uma cena do conto publicado por King na edição de maio de 1975 da revista Cavalier. King processou a New Line Cinema para que seu nome fosse removido do longa já que a história não tinha qualquer semelhança significativa com o texto original. The Lawnmower Man: A Suburban Nightmare, curta-metragem lançado em 1975, é mais fiel ao conto sobre um maníaco que usa um cortador de grama como arma.

Sonâmbulos (Sleepwalkers)

Columbia Pictures/Divulgação

O filme de 1992 tem roteiro original de King. A trama foca em uma mãe e seu filho de natureza sobrenatural que se mudam para uma cidade pequena em busca de uma virgem para se alimentar. Com um orçamento de US$ 15 milhões, o longa chegou a uma arrecadação de US$ 30,5 milhões nos EUA.

A Metade Negra (The Dark Half)

Orion Pictures/Divulgação

Lançado em 1993, o filme tem direção de George A. Romero e usa como base o livro publicado em 1989. King escreveu a história sobre o alter ego de um autor que quer dominar a sua vida depois que o seu pseudônimo, Richard Bachman, foi revelado para o público. Timothy Hutton e Michael Rooker integram o elenco.

Trocas Macabras (Needful Things)

Columbia Pictures/Divulgação

Lançado em 1991, o livro é o primeiro escrito por King após a sua reabilitação das drogas e do álcool e foi adaptado em 1993 por Fraser C. Heston. A história sobre uma loja que atende todos os desejos dos seus clientes (mas pode cobrar um preço mais alto do que aparenta) contava com Max von Sydow e Ed Harris no elenco. Em 2014, o episódio “Something Ricked This Way Comes” de Rick and Morty faz referência ao livro/filme, com Rick levando o diabo (dublado por Alfred Molina) à falência.

Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption)

Columbia Pictures/Divulgação

O filme escrito e dirigido por Frank Darabont em 1994 usa como base a novela Rita Hayworth and Shawshank Redemption, publicada em 1982. King, que permite que aspirantes a cineastas adaptem seus contos por apenas US$ 1, ficou bastante impressionado com o trabalho de Darabont no curta-metragem sobre o conto The Woman in the Room, de 1978. Por Shawshank Redemption, o escritor recebeu um cheque de US$ 5 mil pelos direitos de adaptação, que ele enquadrou e enviou para Darabont com um bilhete: “Caso você precise de dinheiro de fiança. Amor, Steve“. O filme recebeu 7 indicações ao Oscar.

Mangler, O Grito de Terror

New Line Cinema/Divulgação

Tobe Hooper, que comandou a versão para a TV de A Mansão Marsten (Salem’s Lot), assina o filme de 1995  baseado no conto “The Mangler”, publicado na edição de dezembro de 1972 da revista Cavalier. O longa sobre uma passadeira industrial e um congelador assassinos não foi bem aceita por público e crítica na época do seu lançamento, mas a trama esdrúxula ganhou admiradores ao longo dos anos e hoje é considerada um clássico B. Rendeu duas sequências lançadas em home vídeo: Pânico Virtual (2002) e Mangler – O Massacre (2005).

Eclipse Total (Dolores Claiborne)

Columbia Pictures/Divulgação

O filme de 1995, baseado no romance lançado em 1992, marca o retorno de Kathy Bates ao universo de King (depois de Louca Obsessão) na pele de uma mulher acusada de matar a sua patroa idosa. Jennifer Jason Leigh vive a filha, que retorna a sua cidade natal para lidar com os atos da mãe, descobrindo os segredos do seu passado. Com direção de Taylor Hackford e roteiro de Tony Gilroy, o filme foi bem recebido pela crítica e é considerado pela revista Time como uma das dez melhores adaptações da obra de King.

Às Vezes Eles Voltam (Sometimes They Come Back)

CBS/Divulgação

O filme para a TV lançado  em 1991 tem como base o conto publicado na edição de março de 1974 da revista Cavalier. Na história, um homem é assombrado por adolescentes que morreram na sua juventude. Ganhou duas sequência lançadas apenas em vídeo: Às Vezes Eles Voltam 2, de 1996, e Às Vezes Eles Voltam… Para Sempre!, de 1998.

A Maldição (Thinner)

Paramount Pictures/Divulgação

No filme de 1996 baseado no romance publicado em 1984, um advogado obeso passa a perder peso incontrolavelmente depois ser amaldiçoado por uma cigana. Dirigido por Tom Holland (Brinquedo Assassino, A Hora do Espanto), foi um fracasso de público e crítica na época do seu lançamento.

Vôo Noturno (The Night Flier)

New Line Cinema/Divulgação

O filme de 1997 tem como base o conto publicado originalmente na antologia Prime Evil, em 1988. Na trama, uma repórter caça um vampiro que usa um avião para se locomover até as suas vítimas. Foi um fracasso de público e crítica.

O Aprendiz (Apt Pupil)

TriStar Pictures/Divulgação

Dirigido por Bryan Singer e estrelado por Ian McKellen e Brad Renfro, o filme de 1998 usa como base a novela publicada em 1982 sobre um adolescente fascinado pelo holocausto que descobre ter um nazista como vizinho. O filme foi um fracasso de público (faturando US$ 8,9 milhões para um orçamento de US$ 14 milhões) e dividiu a crítica.

À Espera de um Milagre (The Green Mile)

Warner Bros./Divulgação

Frank Darabont, de Um Sonho de Liberdade, retorna ao universo de King para contar a história publicada em 1996 do encontro entre um oficial do corredor da morte e um condenado com habilidades especiais. Indicado a 4 Oscars (Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante, Roteiro Adaptado e Melhor Som), o longa de 1999 conta com Tom Hanks e Michael Clarke Duncan nos papéis principais.

Lembranças de um Verão (Hearts in Atlantis)

Warner Bros./Divulgação

O filme de 2001 adapta a novela Low Men in Yellow Coats, que integra a coleção Hearts in Atlantis, publicada em 1999. Dirigido por Scott Hicks (Shine – Brilhante), o filme sobre um garoto e sua amizade com um homem com habilidades psíquicas tem Anton Yelchin e Anthony Hopkins no elenco.

O Apanhador de Sonhos (Dreamcatcher)

Warner Bros./Divulgação

Dirigido por Lawrence Kasdan (roteirista de Star Wars e Indiana Jones), o filme de 2003 tem como base o romance publicado por King em 2001 e escrito enquanto o autor se recuperava de um acidente de carro. Na trama, um grupo de amigos descobre que a cidade em que estão acampando foi tomada por alienígenas parasitas. Damian Lewis, Thomas Jane, Jason Lee e Timothy Olyphant integram o elenco, que também conta com Morgan Freeman. Mal recebido pela crítica, o filme também foi um fracasso de bilheteria.

Janela Secreta ( Secret Window)

Columbia Pictures/Divulgação

O longa de 2004 estrelado por Johnny Depp e John Turturro adapta a novela Secret Window, Secret Garden da coletânea Four past Midnight, de 1990. Na trama, dirigida para o cinema por David Koepp, um escritor é acusado de plágio por um estranho homem. O filme teve um sucesso moderado de bilheteria (US$ 92,9 milhões para um orçamento de US$ 40 milhões) e dividiu a crítica na época do seu lançamento.

Montado na Bala (Riding the Bullet)

Innovation Film/Divulgação

Mick Garris, que a versão para a TV de O Iluminado, assina o roteiro e a direção do filme de 2004 baseado na novela de 2000. Na trama, um homem pega carona para chegar ao hospital em que sua mãe está morrendo, mas o motorista tem um segredo mortal. Com um lançamento limitado o filme arrecadou pouco mais de US$ 134 mil nos cinemas dos EUA.

1408

Dimension Films/Divulgação

O filme de 2007 usa como base o conto de 1999 lançado originalmente como parte da coletânea de audiobook Blood and Smoke. Na trama, um especialista em desmascarar supostas ocorrências paranormais investiga o quarto 1408 do Hotel Dolphin, mas acaba encontrando terror genuíno. John Cusack e Samuel L. Jackson estrelam o longa, que recebeu boas críticas e teve uma boa arrecadação (US$ 132 milhões para um orçamento de US$ 24 milhões). Quatro finais foram rodados para o longa, todos diferentes da conclusão da história de King.

O Nevoeiro (The Mist)

Metro-Goldwyn-Mayer/Divulgação

Lançado em 2007, o filme de Frank Darabont (de Um Sonho de Liberdade e À Espera de Um Milagre) usa como base a novela de King publicada originalmente na coletânea Dark Forces, em 1980. Thomas Jane, Marcia Gay Harden, Samuel Witwer e Toby Jones estrelam o longa sobre uma cidade tomada por um misterioso nevoeiro. Apesar das críticas positivas, não foi um grande sucesso de bilheteria (US$ 58 milhões arrecadados para um orçamento de US$ 18 millhões). Uma adaptação para a TV foi lançada em 2017 com 10 episódios e será exibida no Brasil pela Netflix.

No Smoking

Eros International/Divulgação

Baseado no conto “Quitters, Inc.”, de 1978, o filme de 2007 é a primeira adaptação indiana de uma história de King. O mesmo conto, sobre o vício de um homem por cigarros, foi adaptado em um dos segmentos do filme Olhos de Gato, de 1985. Com elementos surrealistas, de horror e humor negro, não foi bem recebido pelo público indiano, sendo um dos maiores fracassos daquele ano no país.

Sede de Vingança (Dolan’s Cadillac)

G2 Pictures/Divulgação

O filme de 2009 usa como base o conto publicado originalmente por King na newsletter Castle Rock entre fevereiro e junho de 1985. Na trama, um jovem quer se vingar da morte da esposa, assassinada por um mafioso em Las Vegas. Foi lançado direto em DVD.

A Good Marriage

Screen Media Films/Divulgação

O próprio King assina o roteiro do filme que adapta a novela publicada na coletânea de 2010 Full Dark, No Stars. Na trama, uma mulher descobre um sinistro segredo do marido depois de 25 anos de casamento. Foi recebido com desdém pela crítica.

Pacto Maligno (Mercy)

Universal Studios/Divulgação

O filme de 2014 tem como base o conto “Gramma”, publicado originalmente pela revista Weirdbook em 1985. No filme, lançado diretamente em DVD e Blu-ray, uma mãe e seus dois filhos cuidam da avó da família com poderes místicos. Chandler Riggs, o Carl de The Walking Dead, é um dos nomes do elenco.

Celular (Cell)

Saban Films/Divulgação

O filme de 2016 é a segunda adaptação de uma obra de Stephen King estrelada por John Cusack e Samuel L. Jackson (depois de 1408). A trama, que tem como base o romance publicado em 2006, mostra um homem que tenta encontrar seu filho depois que um sinal de celular transforma humanos em assassinos. Foi lançado originalmente on demand e depois teve uma curta passagem pelos cinemas, onde foi mal recebido pela crítica.

A Torre Negra (The Dark Tower)

Sony Pictures/Divulgação

Depois de inúmeras tentativas de adaptação da série de livros iniciada em 1982, o filme de Nikolaj Arcel lançado em 2017 chega aos cinemas em tom de decepção, já que falhou como o primeiro capítulo de uma franquia que deveria unir tramas no cinema e na TV. Com um orçamento de US$ 60 milhões, arrecadou apenas US$ 43 milhões nos EUA até agora, com um total mundial de US$ 73 milhões.

It: A Coisa

Warner Bros./Divulgação

As produções, tanto a missérie de 1990, quanto os novos longas dirigidos por Andy Muschietti (It: A Coisa e It: Capitulo Dois), adaptam a primeira parte de um dos romances mais volumosos de Stephen King, com mais de 1.000 páginas. Na trama do longa, sete crianças conhecidas como “The Losers Club (o clube dos perdedores)” se deparam com os problemas da vida, bullying e um monstro que toma a forma de um palhaço chamado Pennywise. It: A Coisa, primeira parte da produção de Muschietti, lançada em 2017, se tornou o filme de terror mais bem-sucedido nas bilheterias de todos os tempos, com uma arrecadação que superou US$ 700 milhões.

Jogo Perigoso (Gerald’s Game)

Netflix/Divulgação

Em 2017, Mike Flannagan (Ouija: Origem do Mal, A Maldição da Residência Hill) comandou a adaptação de Jogo Perigoso (Gerald’s Game), suspense escrito em 1992. A obra conta a história de uma mulher cujo marido falece de ataque do coração enquanto ela está acorrentada à cama. O longa foi lançado na Netflix e aclamado tanto por sua direção quanto pela performance de Carla Gugino.

1922

Netflix/Divulgação

O conto retirado da coletânea de 2010 Full Dark, No Stars, narra a história de um homem que conspira para matar sua esposa por ganhos financeiros, e pede auxílio para o seu filho. O longa dirigido por Zak Hilditch (As Horas Finais) foi lançado na Netflix em 2017 e recebeu elogios da crítica.

Futuro

TOBIAS HASE/DPA/AFP

A próxima grande adaptação de Stephen King virá em Doutor Sono, a continuação de O Iluminado, que ganhará um longa em novembro, dirigido por Mike Flanagan e com Ewan McGregorRebecca Ferguson.

Em outubro a Netflix lançará a adaptação do conto In The Tall Grass (sem título no Brasil), escrito por King em parceria com seu filho, Joe Hill, sobre uma dupla de irmãos que tenta ajudar um terceiro perdido em um campo de grama.

Ainda, James Wan (Invocação do Mal) e Gary Dauberman (Annabelle) produzirão a adaptação de Salem, segundo livro de King, de uma trama que envolve vampiros, e a New Line lançará The Long Walk, obra que conta a história de 100 adolescentes que se envolvem em uma concurso mortal. As produções não tem lançamento previsto.

Pennywise quer vingança: os terríveis planos do palhaço em It: Capítulo Dois

27 anos depois do primeiro encontro com o Clube dos Perdedores, o vilão volta a Derry ainda mais provocador e odioso

Pennywise quer vingança: os terríveis planos do palhaço em It: Capítulo Dois

Pennywise deixou um longo rastro de sangue na sua última visita a Derry, mas, para seu azar, seu banquete não foi tão farto. Sete perdedores atrapalharam seus planos, deixando-o duplamente ferido: com um rombo no peito e, mais importante, com seu ego abalado. 27 anos depois, o Palhaço Dançarino está de volta, decidido a não deixar que os eventos do verão de 1989 passem ilesos. Em It: Capítulo Dois, Pennywise quer mais do que fazer novas vítimas. Ele quer vingança e tem planos terríveis para quem ficar no seu caminho.

“Ele está mais inteligente, mais irritado e mais perverso”, afirmou o diretor Andy Muschietti ao Omelete durante a visita ao set da sequência. “Não que ele já não fosse antes, mas você o vê em situações querendo provocar mais suas vítimas”. De fato, o vilão está também mais irreverente. Afinal, ele teve muito tempo para planejar como atingiria seus adversários, como bem revela o trailer final: “por 27 anos, eu sonhei com vocês. Eu desejei vocês. Eu senti falta de vocês”. Confira:

Por isso, em vez de temer o retorno de Bill, Beverly e companhia, ele está se divertindo com a possibilidade desse reencontro. Assim que o Clube dos Perdedores chega à cidade, ele já começa a mexer com o psicológico do grupo. Dentro de alguns biscoitos da sorte, que vimos de perto no set, ele manda um recado: “acho que o Stanley não pode vir” – ou, no original “guess Stanley couldn’t cut it”. Como se vê na prévia, o mais medroso dos amigos realmente foi o único que não dá as caras no restaurante japonês e ninguém sabe muito bem o motivo. Quer dizer, ninguém exceto Pennywise.

Mas o palhaço tem planos especiais para Bill, talvez seu maior rival dentro do Clube dos Perdedores. Sua vingança pessoal contra o agora escritor, porém, não surgiu do livro de Stephen King. Na realidade, veio de uma conversa entre Muschietti e James McAvoy, que assume o papel do líder dos Perdedores na fase adulta. Temendo que o personagem não tivesse um momento de arrependimento sobre a morte do irmão, o ator conversou com o diretor, que veio minutos depois com uma ideia: a cena do Festival de Derry. Como se vê no trailer final, Pennywise leva Bill para uma das atrações no parque para que ele o assista ameaçando – ou talvez mais do que isso – uma potencial vítima.

Em um skate, exposto durante visita ao set, pudemos ver a provocação que o leva até lá. “Você não esta-ta-tará lá por ele também?”, lê-se em sangue, uma referência à sua ausência na morte do Georgie e também à sua gagueira. A padronagem do shape, inclusive, lembra o carpete do Hotel Overlook, de O Iluminado. Mas, segundo o responsável pelos objetos de cena Christopher Geggie, foi uma escolha completamente não intencional.

“É [um filme] mais intenso porque estamos lidando com um monte de adultos, e não mais crianças”, opina McAvoy, afirmação com a qual Andy Muschietti concorda. “Do ponto de vista cinematográfico, há uma intensificação de todas as emoções, incluindo o horror e o humor. Será mais assustador, mais divertido e provavelmente mais emotivo”.

EMISSÁRIO DE PENNYWISE

Com os planos de vingança de Pennywise, Henry Bowers também volta a assombrar o grupo de protagonistas. Porém, dessa vez, ele está ainda mais instável. Depois do verão de 1989, o adolescente foi condenado pela morte do pai e internado em uma clínica psiquiátrica – afinal, toda a história do palhaço que lhe deu uma faca e o incentivou a cometer assassinatos não exatamente colou com a polícia.

“Todo mundo diz que ele é insano, psicopata, delirante. Então, conforme o tempo passa, sua compreensão do que realmente aconteceu começa a desaparecer”, analisou Teach Grant, que assume o personagem até então interpretado por Nicholas Hamilton. “Quando chegamos no Capítulo Dois, ele está se questionando sobre o que foi real e o que não foi”.

It: Capítulo Dois/Warner Bros/Reprodução

Deste modo, a confusão mental de Bowers o torna mais uma vez suscetível aos desejos do Palhaço Dançarino. Aproveitando-se dos traumas e inseguranças de infância dele relacionados ao pai, o vilão usa o personagem como uma espécie de emissário para ir atrás de alguns dos seus adversários. “Por 27 anos, Henry não teve propósito. Então, a única coisa que entende como servir a algum tipo de finalidade é matar os perdedores”.

Para Grant, o poder de Pennywise sobre o Henry é tão forte que os dois não precisam estar fisicamente próximos para que o homem receba instruções de como derrotar Bill e seus amigos. “Ele está sempre com Bowers. Para mim, o Pennywise vem na forma de um balão, de uma faca de bolso, de uma voz na sua cabeça”.

Se o ator fosse arriscar o primeiro alvo do seu personagem, ele elegeria o Mike, embora acredite que Henry adoraria terminar de cortar a barriga do Ben. “Quer dizer, acho que ele gostaria de matar seis deles e fugir para um pôr-do-sol com a Bev. Bem, não sei se seria um pôr-do-sol. Talvez fosse uma viagem do Alaska até a Argentina, seguindo o Iron Maiden”.

Para o ator, Bowers é uma figura trágica, que nunca amadureceu. “Ele nunca beijou uma garota. Nunca teve um relacionamento. Basicamente, ficou preso nos seus anos de adolescente”. Embora faça as vezes de advogado do seu personagem, Grant vê na instabilidade emocional de Henry o seu grande perigo. “Na cabeça dele, ele é uma vítima. Ele não sabe que é louco. Ele acha que está certo, que [matar os perdedores] é algo que precisa ser feito para manter seu mundo em ordem”.

Faltam 3 dias para você apostar e concorrer a 95 MILHÕES

A Lotofácil de independência vai sortear 95 MILHÕES!!

Existe uma fórmula testada que vai te ajudar a fazer 14 pontos e mudar de vida

 

É um simulador que vai te dar os números da aposta.

Ao invés de escolher 15 números para tentar ganhar, aqui você só escolhe 5 e o sistema faz todo o restante.

Aqui está a sua garantia:

Se você simular qualquer resultado, errar 5 números e não acertar 14 pontos na Lotofácil, devolvemos o seu dinheiro na hora!

 

Página com vídeo que explica o método Lotofácil Expert Profissional

http://bit.ly/2UgSoer

 

Link Checkout

http://bit.ly/2ZwGbYZ

João e Maria | Suspense baseado no conto dos Irmãos Grimm ganha pôster

Filme será uma versão fiel da história original

João e Maria | Suspense baseado no conto dos Irmãos Grimm ganha pôster

A Orion Pictures divulgou o primeiro pôster oficial de João e Maria, suspense estrelado por Sophia Lillis (It: A Coisa) que adapta o clássico conto dos Irmãos Grimm. Confira abaixo:

Divulgação/Orion Pictures

O longa, que traz o estreante Sammy Leakey no papel de João, também ganhou sua sinopse oficial: “Há muito tempo, em um campo de contos de fadas, uma jovem leva seu irmão mais novo pela floresta em uma busca desesperada por comida e trabalho, mas se depara com um mal aterrorizante”

Oz Perkins (O Último Capítulo) dirige o filme. Rob Hayes escreveu o roteiro, descrito por fontes como uma versão mais fiel ao conto dos Irmãos Grimm, sobre dois irmãos que descobrem uma casa feita de doces no meio da floresta e acabam sequestrados por uma bruxa.

O longa estreia em 31 de janeiro de 2020 nos EUA.

Faltam 3 dias para você apostar e concorrer a 95 MILHÕES

A Lotofácil de independência vai sortear 95 MILHÕES!!

Existe uma fórmula testada que vai te ajudar a fazer 14 pontos e mudar de vida

 

É um simulador que vai te dar os números da aposta.

Ao invés de escolher 15 números para tentar ganhar, aqui você só escolhe 5 e o sistema faz todo o restante.

Aqui está a sua garantia:

Se você simular qualquer resultado, errar 5 números e não acertar 14 pontos na Lotofácil, devolvemos o seu dinheiro na hora!

 

Página com vídeo que explica o método Lotofácil Expert Profissional

http://bit.ly/2UgSoer

 

Link Checkout

http://bit.ly/2ZwGbYZ

Turma da Mônica: Lições | Sequência de Laços está em desenvolvimento

Longa segue em cartaz nos cinemas

Turma da Mônica: Lições | Sequência de Laços está em desenvolvimento

A sequência de Turma da Mônica: Laços já está em desenvolvimento, segundo uma publicação feita por Daniel Rezende. Em seu Instagram, o diretor revelou uma imagem da reunião do roteiro de Turma da Mônica: Lições. Confira:

A HQ Turma da Mônica: Lições serviu como a sequência de Laços, também escrita por Vitor e Lu Cafaggi, publicada em 2013.

Com elenco principal é composto por Kevin Vechiatto como Cebolinha, Laura Rauseo como Magali, Gabriel Moreira como Cascão e Giulia Benitte como Mônica. Monica Iozzi interpreta Dona Luísa e Paulo Vilhena vive o Seu Cebola. O filme, que adapta a graphic novel dos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, mostra as aventuras da turma para encontrar Floquinho, o cachorro do Cebolinha.

Turma da Mônica: Laços segue em cartaz nos cinemas.