Arquivo da tag: Fox

Logan | Diretor diz que não teve problemas ao decidir pela morte do Wolverine

James Mangold afirma que tanto estúdio, quanto Hugh Jackman concordaram com a ideia

Foto de Logan

Em entrevista ao Comic Book, o diretor de Logan, James Mangold, revelou que a decisão de matar o Wolverine no filme foi mais simples do que os fãs imaginam. Segundo ele, tanto o estúdio, quanto o astro Hugh Jackman concordaram que esse era o melhor caminho:

“No começo, a ideia era de Hugh e minha. Parecia lógico, já que esse seria o último filme dele, que o personagem fosse embora pelo horizonte, ou morresse. A história precisava de um encerramento”.

Segundo Mangold, eles poderiam apenas mostrar Logan indo embora ao final do filme, como o personagem já tinha feito em vários longas dos X-Men ao longo dos anos, mas a questão era diferente agora. “A razão pela qual esse assunto era importante é porque precisávamos de um encerramento. Se você vai terminar algo, precisa ter esse sentimento. Estávamos lidando também com o legado de Hugh, todas as suas performances ao longo dos anos e sua despedida do papel”.

Segundo ele, a Fox concordou rapidamente com a ideia, entendendo que isso transformaria a produção em um evento para os fãs. “Isso deu ao filme, em um nível simples, uma realidade que, embora não seja extravagante ou com caras cenas de ação como outros filmes, te faz querer ver o filme porque marca o fim de uma lenda”.

Logan chegou aos cinemas em março de 2017 e arrecadou US$ 616 milhões mundialmente, além de várias críticas positivas pelo seu tom diferente das outras produções de super-heróis – leia a nossa crítica. O longa foi o primeiro filme de herói reconhecido pelo Oscar ao ser indicado na categoria Melhor Roteiro Adaptado.

Logan está disponível em mídia física e mídia digital.

The Walking Dead | Conheça a Princesa, personagem apresentada na 10ª temporada

Com roupas coloridas, Juanita Sanchez – ou a Princesa de Pittsburgh – é parte importante do grupo nas HQs de Robert Kirkman

Paola Lázaro como Juanita Sanchez, nova personagem da 10ª temporada de The Walking Dead

Look at the Flowers”, episódio 14 da 10ª temporada de The Walking Dead, é concluído com a chegada de uma nova personagem. Quando Eugene (Josh McDermitt), Yumiko (Eleanor Matsuura) e Ezekiel (Khary Payton) cruzam a cidade de Pittsburgh, encontram cenários inusitados em que os zumbis estão amarrados “reencenando” momentos cotidianos, como um casal no restaurante ou uma policial aplicando multas de trânsito. Logo se revela a dona desse humor curioso, uma figura armada, de cabelos coloridos e roupas chamativas. Mas quem é ela?

A personagem se chama Juanita Sanchez. Nas HQs de Robert Kirkman, ela se apelida de a Princesa de Pittsburgh – ou só Princesa, como pede que os outros a chamem. Assim como na série, ela é introduzida no arco seguinte à guerra dos Sussurradores e se torna parte do grupo principal ao ser convidada por Eugene. Ela é conhecida por seu visual colorido e atitude infantil e brincalhona, mas é bastante habilidosa na hora de descer a porrada em zumbis. Apresentada na edição #171 dos quadrinhos, ela marca presença até o fim da trama, e ao longo do caminho revela ter um passado conturbado.

Na TV, a Princesa é vivida por Paola Lázaro. Porto-riquenha, ela tem experiência como roteirista no teatro de Nova York, tendo emplacado certo sucesso com Tell Hector I Miss Him, no circuito de fora da Broadway. Lázaro também tem alguns papéis na TV e cinema: em 2018, atuou ao lado de Keke Palmer em Pimp, e depois passou por algumas séries, como SMILF e Wu-Tang: An American Saga. Seu trabalho televisivo de maior duração foi como a detetive Gutierrez na terceira temporada de Máquina Mortífera.

Pelo teaser do episódio 15, Princesa terá certo destaque ainda na 10ª temporada. Considerando que muitos dos personagens que com quem interage nos gibis já não estão mais na série, como Rick e Michonne, sua versão na série deve ter um arco original, apenas levemente inspirado no material-base.

No Brasil, The Walking Dead é transmitida aos domingos pelo canal pago Fox, às 22h10, e também pelo streaming Fox App.

The Walking Dead se despede de Michonne em episódio surreal da 10ª temporada

Capítulo 13 marca saída de Danai Gurira relembrando o legado e os traumas da sobrevivente

No começo de 2019, após o enorme sucesso de Pantera Negra (2018) e Vingadores: Guerra Infinita (2018), Danai Gurira anunciou que deixaria The Walking Dead. Um ano depois sua promessa é concretizada na 10ª temporada, que lhe garantiu uma saída que amarra toda a sua presença na série.

[Cuidado! Spoilers do S10E13 de The Walking Dead abaixo]

What We Become” dá um tempo nos acontecimentos bombásticos da trama principal para se dedicar à personagem, que havia partido em uma missão com Virgil (Kevin Carroll), em busca de armas. Sua jornada, porém, é frustrada ao descobrir que caiu em uma cilada. Michonne se vê manipulada pelo sobrevivente, que quer proteção para assuntos não resolvidos. Ela só percebe a enrascada tarde demais, e é aprisionada em um surto de pânico de Virgil. Ao tentar acalmá-la para garantir sua sobrevivência, ele droga sua comida – e é aí que as coisas ficam interessantes.

Com um toque de surrealismo, o episódio resgata toda a jornada da espadachim. Michonne relembra como todo o seu envolvimento com os sobreviventes veio a partir de uma única decisão: ajudar Andrea (Laurie Holden) em um momento de necessidade, lá na 3ª temporada. Sua alucinação traz à tona este momento para questionar o que aconteceria caso não tivesse intervido. A série, então, encena uma versão alternativa da vida da personagem, em que ela não ganha a confiança do grupo na prisão e é forçada a vagar sozinha e ferida, até que é resgatada pelos Salvadores. Nessa outra realidade, Michonne se tornaria uma espécie de braço-direito de Negan (Jeffrey Dean Morgan), carregando execuções para o vilão e matando sobreviventes, como Glenn (Steven Yeun)… pelo menos até encontrar seu destino nas mãos de Daryl (Norman Reedus) e Rick, durante a grande guerra.

No audiovisual, alucinações são sempre um recurso arriscado. A ideia de mostrar estados alterados pode facilmente ficar visualmente tosca. Por sorte, The Walking Dead acerta a mão ao focar em como a droga potencializa a paranoia e remorso de alguém tão torturada. Mostrar uma vida alternativa pode soar barato, mas é bastante consistente com a série e com a espadachim. É só lembrar de Rick, que “revisitou” todas as pessoas que impactou durante seu excelente episódio final. A abordagem é parecida mas, diferente de Rick, ela não se sente uma heroína. Imaginar outra vida não traz conforto à Michonne, mas sim o peso de seus traumas pela perspectiva de todos que machucou ao longo do caminho.

“What We Become” é uma forte despedida que celebra o legado de Michonne. Não só sua trajetória é reexaminada no capítulo, com cenas de arquivo das temporadas antigas dando as caras, como ele também deixa em aberto que ainda existe um futuro para a sobrevivente. Após atacar Virgil em sua cela e fugir do cativeiro com a ajuda de outros prisioneiros, ela encontra algo deixado por Rick, e percebe que não só ele está vivo como também passou pelo local recentemente. A saída da personagem então serve a função de colocá-la em busca do ex-protagonista, algo que deve sim ser explorado em algum dos filmes de TWD que a AMC desenvolve. Mas a série não a deixa ir sem um teste final.

Para amarrar sua caminhada, os minutos finais colocam Michonne em uma situação muito parecida com sua introdução, forçada a escolher entre seguir sozinha ou se abrir e prestar assistência a estranhos necessitados. Por mais que hesite, ela escolhe ajudar, assim como fez com Andrea há oito anos. Desse jeito, a sobrevivente reforça que, apesar das dificuldades, arrependimentos e inseguranças, ela continuará se arriscando pelo bem dos outros.

No Brasil, The Walking Dead é transmitida aos domingos pelo canal pago Fox, às 22h10, e também pelo streaming Fox App.

Novos Mutantes | A linha do tempo problemática do filme da Fox

Derivado dos X-Men foi rodado em 2017 e teve sua estreia adiada três vezes

Depois de várias idas e vindas, Novos Mutantes deve finalmente chegar aos cinemas em 2020. O longa ganhou um trailer inédito e, segundo informações recentes, deve ser lançado com a versão do diretor. Abaixo fizemos uma linha do tempo com todos os problemas enfrentados pela produção até agora.

Com direção de Josh Boone, que também assina o roteiro com Knate Lee, Novos Mutantes foi filmado em 2017 e deveria chegar aos cinemas em abril de 2018. Depois foi adiado para fevereiro de 2019, em seguida para agosto de 2019 e estava programado para 2 de abril de 2020, mas foi adiado por conta da pandemia do coronavírus. 

Desde 2015

Claquete Novos Mutantes

Josh Boone/Reprodução

Depois de alguns rumores, o filme dos Novos Mutantes foi confirmado em maio de 2015. Josh Boone, vindo do sucesso de A Culpa é das Estrelas, foi confirmado como diretor e roteirista,  cuidando do script ao lado de Knate Lee.

Em abril de 2017, o longa entrou em fase de pré-produção e logo o elenco foi anunciado: Maisie Williams (Lupina), Blu Hunt (Miragem), Anya Taylor-Joy (Magia), Charlie Heaton (Míssil) e os brasileiros Henry Zaga (Mancha Solar) e Alice Braga (Dra. Cecilia Reyes).

Entrosamento

Novos Mutantes AC/DC

Josh Boone/Instagram/Reprodução

Mesmo antes das filmagens começarem era possível ver o entrosamento da equipe nas imagens publicadas por Henry Zaga. Josh Boone continuou registrando os bastidores da produção com o início das gravações em julho de 2017,  e também no seu encerramento, em setembro de 2017, com a equipe registrando mais uma vez o “clima de família” do set

Em dezembro do mesmo ano, pouco antes de desembarcar no Brasil para divulgar Novos Mutantes na CCXP, Boone publicou uma foto do elenco fazendo referência a capa do disco Highway to Hell, do AC/DC.

Filme de Terror dos X-Men

Charlie Heaton

Novos Mutantes/Reprodução

Esse entrosamento da equipe parecia essencial para o funcionamento da trama, que se passaria toda no mesmo ambiente: um hospital para jovens mutantes. O longa mostraria cinco jovens – Lupina, Miragem, Míssil, Magia e Mancha Solar – lutando para controlar suas habilidades contra o Urso Místico

Criado por Bill Sienkiewicz e Chris Claremont, o Urso Místico fez sua estreia na HQ New Mutants #3, em 1983. Ele habita os pesadelos da mutante Miragem, afirmando que matou seus pais e que voltaria para matá-la. Miragem eventualmente confronta o Urso Místico e perde, o que leva o vilão a confrontar toda a equipe.

Dessa premissa, o diretor Josh Boone estabeleceu que esse não seria um filme de super-heróis: “Estamos fazendo um verdadeiro filme de terror situado no universo de X-Men. Não existem uniformes, supervilões. Estamos tentando fazer algo muito, muito diferente“.

“É sobre esses mutantes em uma instituição para mutantes problemáticos”,  comentou Charlie Heaton, o Míssil, em abril de 2018, “É a história desses personagens se entendendo do jeito que são e é um filme de terror de X-Men, o que nós nunca vimos antes.  (…) É mais assustador do que qualquer coisa que eu já vi neste gênero”. 

Divulgação

Com estreia prevista para abril de 2018, divulgação de Novos Mutantes começou em outubro de 2017 com a divulgação do primeiro trailer na madrugada de uma sexta-feira 13, oficializando a produção como um filme de terror

Poucos meses depois, Josh Boone, Knate Lee, Henry Zaga e Alice Braga passaram pela CCXP17 para divulgar o filme. Durante o painel, o grupo revelou uma cena inédita e Boone chegou a falar de uma possível sequência no Brasil

 A divulgação também contou com um cartaz assustador e uma série de teasers, mais uma vez focando no clima de terror do longa. Assim que o filme foi adiado para fevereiro de 2019, a divulgação foi interrompida. 

Adiamentos

Cartaz Novos Mutantes

Divulgação

Novos Mutantes foi adiado três vezes: da estreia prevista para 13 abril de 2018, o longa passou para 22 de fevereiro de 2019, logo depois para 2 de agosto de 2019 e hoje tem previsão de chegar aos cinemas em 3 de abril de 2020.

A primeira mudança teria sido causada pelo crograma de lançamento da Fox, buscando impedir que os filmes do universo X-Men tivessem que concorrer entre si em alguns mercados internacionais. Com os outros dois adiamentos, porém, ficou clara a influência da compra da 21st Century Fox pela Walt Disney Company. Iniciado no fim de 2017, o processo de fusão foi concluído em março de 2019, e traz de volta para o Marvel Studios (propriedade da Disney) os direitos de uso dos X-Men.  

Enquanto estuda como pode aproveitar o Deadpool de Ryan Reynolds, a Disney disse não ver potencial em Novos Mutantes, e ainda puniu as produções da Fox depois do fracasso de X-Men: Fênix Negra.

Refilmagens

Novos Mutantes

Novos Mutantes/Divulgação

Em maio de 2019, enquanto divulgava X-Men: Fênix Negra, o diretor/produtor Simon Kinberg afirmou que a Disney organizaria as refilmagens do longa. Porém, seria preciso definir o teor das regravações e também como reunir o elenco. 

O fraco desempenho de Fênix Negra nas bilheterias, porém, diminuiu o orçamento destinado às produções da Fox como um todo, o que também pode ter afetado as refilmagens de Novos Mutantes, cujo cronograma ainda não foi definido pela Disney. 

Mudanças

Alice Braga Novos Mutantes

Novos Mutantes/Divulgação

Em março de 2018, um rumor dizia que quase metade do filme seria refilmado, acrescentando novos elementos e deixando o longa mais assustador. Parte dessas mudanças envolveria a adição de um novo personagem

Supostamente, esse novo personagem seria um vilão vivido por Antonio Banderas, que entraria para substituir Jon Hamm como o Sr. Sinistro (identidade que seria revelada apenas no final do longa original).

Equipe no escuro

Maisie Williams Novos Mutantes

Novos Mutantes/Divulgação

Desde que começaram as idas e vindas de Novos Mutantes, o diretor Josh Boone evitou tocar no assunto, focando em novos projetos. O cineasta, que pensava em uma trilogia e dizia ter Stephen King como sua principal inspiração no seu filme dos X-Men, hoje trabalha ao lado do escritor na nova adaptação para a TV de A Dança da Morte.

Até o momento, nenhum anúncio oficial foi feito sobre o destino de Novos Mutantes na Disney.  Apesar da falta de informações concretas, Lauren Shuler Donner, produtora de longa data da franquia X-Men,  mantinha esperança de ver o filme um dia:  “Está sob cuidados de Simon [Kimberg, produtor do longa]. Espero que saia. Eles trabalharam muito nisso. Gosto da ideia, começamos como um filme de equipe e acabou virando mais um filme de horror. Acho que é uma boa ideia. Quero vê-lo lançado, estou esperançosa de que será. Odiaria que fosse jogado fora

Porém, talvez quem defina melhor o sentimento da equipe seja Maisie Williams. Em fevereiro de 2018, logo depois do filme ser adiado pela primeira vez, ela mantinha a esperança na produção: “Acredito que seja bom esse tempo que ganhamos. Não estamos tão amarrados. Vai nos dar mais tempo para entender o que fizemos uma vez que estiver concluído”, declarou na época. Já em março de 2019, depois de três adiamentos, a situação era bem diferente: “Que sabe quando essa p*rra de filme vai sair”.

Conflito com os X-Men?

Imagem de Novos Mutantes

Novos Mutantes/Fox/Divulgação

Com a Disney no comando das mudanças nos filmes, foi divulgado que o estúdio poderia estar alterando o longa para tirar as referências aos filmes anteriores dos X-Men. A ideia, segundo o Fandom Wire, era garantir que tais personagens possam ser usados pelo MCU, sem que o estúdio fale sobre as produções anteriores da Fox.

Novo trailer chegando

Imagem de Novos Mutantes

Novos Mutantes/Fox/Divulgação

Após muito tempo sem atualizações sobre o filme, o diretor Josh Boone afirmou que o longa ganharia um novo trailer em janeiro de 2020. Como a produção ficou muito tempo sem ser divulgada pela Disney, muitos fãs acreditaram que ela seria lançada no streaming Disney+, mas o anúncio do trailer mostra que a produção continua marcada para os cinemas. 

Marvel envolvida na produção

Imagem de Novos Mutantes

Novos Mutantes/Fox/Divulgação

O quadrinista Bill Sienkiewicz revelou, também em dezembro, que a Marvel estava trabalhando na produção. Segundo ele, a Disney aprovou e manteve as partes de terror do longa, que já tinham sido indicadas no primeiro trailer.

Novo trailer confirmado

Imagem de Novos Mutantes

Novos Mutantes/Fox/Divulgação

No finalzinho de dezembro, o diretor Josh Boone deu a notícia que os fãs estavam esperando: o novo trailer estava marcardo para 6 de janeiro e o filme continua com o lançamento nos cinemas marcado para 3 de abril (nos EUA) e 2 de abril (no Brasil).

Versão original nos cinemas

Imagem de Novos Mutantes

Novos Mutantes/Fox/Divulgação

Com tantos adiamentos e notícias sobre refilmagens, muitos fãs ficaram em dúvida sobre qual versão de Os Novos Mutantes chegará aos cinemas. Já no começo do ano, o diretor Josh Boone confirmou que é a sua versão que chegará nas telonas. 

Longa não será para maiores

Imagem de Novos Mutantes

Novos Mutantes/Fox/Divulgação

Com a confirmação de um tom mais voltado ao terror, houve o questionamento se o longa seria para maiores e o próprio diretor afirmou que o filme não terá tal classificação. Segundo Boone, a produção foi planejada como PG-13 (equivalente aos 12 anos, no Brasil), classificação da maioria das produções de super-heróis.

Novo trailer é lançado

Conforme prometido pelo diretor, Os Novos Mutantes ganhou seu segundo trailer em 6 de janeiro. O tom de suspense e terror permanece, incluindo a citação aos mutantes. Assim fica a impressão que, ao invés de mudar totalmente o filme para tirar as referências aos mutantes, a Disney optou por manter grande parte do material e pode usar a produção exatamente para apresentar o conceito dos mutantes no MCU

Agora é esperar que, após tantos problemas, o filme realmente chegue aos cinemas em 2 de abril e não tenha nenhum adiamento.

Adiamento por causa do COVID-19

20th Century Studios/Divulgação

Em meio à crise causada pela pandemia do coronavírus, a Disney anunciou que Os Novos Mutantes será, mais uma vez, adiado. O longa de Josh Boone, que passará dos dois anos de atraso desde a sua data de estreia original, teve sua chegada aos cinemas postergado indefinidamente, assim como MulanAntlers.

The Walking Dead aquece episódio morno da 10ª temporada com batalha

“Morning Star” é um filler com alguns bons momentos para compensar

S10E11 de The Walking Dead

Desde a saída de Rick (Andrew Lincoln), The Walking Dead passa por uma boa fase com roteiros melhores e bom controle do ritmo e tensão. A segunda metade da 10ª temporada segue muito bem, mas é esperado que eventualmente algo deixaria a desejar. O episódio 11 é, infelizmente, esse pequeno deslize – ainda que encontre formas de compensar os erros.

[Cuidado! Spoilers do S10E11 de The Walking Dead abaixo]

Morning Star” lembra bastante um capítulo filler da era Scott Gimple, o antigo showrunner. Ou seja, muito da trama parece existir apenas como preparação para algo maior que virá nas próximas semanas. Aqui, isso significa muito diálogo mas com pouco a ser dito. O núcleo de Hilltop é reintroduzido ao programa, mas apenas como cenário para um conflito, sem nenhum avanço significativo.

O que mais ganha atenção é Eugene (Josh McDermitt), que há certo tempo se comunica com uma voz misteriosa através do rádio. O arco é vital para a próxima etapa do programa, quando saírem os Sussurradores e a Commonwealth – comunidade do tamanho de uma cidade – for introduzida. Isso, porém, ainda não está próximo de acontecer, mas é bom ver a relação do personagem com esse vindouro ponto de virada sendo trabalhada. Assim, as grandes novidades não parecerão gratuitas no futuro.

O episódio segue a fórmula de filler, mas compensa a espera com um pouco de ação nos momentos finais. Ao invés de jogar o embate entre os sobreviventes e a horda dos Sussurradores para frente, a briga já começa aqui com o grupo tendo que se proteger de uma ofensiva noturna. É facilmente o destaque, especialmente ao colocar os protagonistas em risco real já que estão em menor número. Eles lutam da melhor forma que conseguem, mas isso não impede que os zumbis derrubem as defesas, enquanto os antagonistas incendeiam os muros da comunidade. “Morning Star” perde um pouco do fôlego da temporada, mas pelo menos entrega algo de bom para os fãs não ficarem de mãos vazias.

No Brasil, The Walking Dead é transmitida aos domingos pelo canal pago Fox, às 22h10, e também pelo streaming Fox App.

Novos Mutantes | Diretor confirma que longa foi totalmente finalizado

Após vários adiamentos, produção chega aos cinemas em abril

Foto de Os Novos Mutantes

Em um post no Instagram, o diretor Josh Boone confirmou que Os Novos Mutantes, filme de terror dos X-Men, está oficialmente finalizado. Boone publicou uma foto com parte da equipe, confirmando que a parte de som foi a última a ser feita:

“Novos Mutantes está oficialmente finalizado! Acabamos de finalizar a mixagem de som. Aqui comigo, esquerda para a direita, estão o grande Don Sylvester, editor de som de A Culpa é das Estrelas e Novos Mutantes. Ah, e ele ganhou um Oscar por Ford vs. Ferrari. Depois há o extraordinário editor Andrew Buckland, que finalizou o filme comigo enquanto meus editores trabalhavam na série The Stand. Ah, ele também ganhou um Oscar! Eu sou o idiota no meio com o chapéu. Depois está o engenheiro de som David Giammarco, indicado três vezes. Por último, mas não menos importante, há o editor de música vencedor do Emmy Chris McGeary. Foi uma longa estrada, mas este grande animal está pronto e mal podemos esperar que todos vocês assistam”.

Segundo a sinopse do longa, cinco jovens mutantes que ainda estão descobrindo seus poderes são mantidos em um local contra a sua vontade. Eles lutam para escapar de seus erros do passado e de si mesmos. A equipe é formada por Lupina (Maisie Williams), Magia (Anya Taylor-Joy), Mancha Solar (Henry Zaga), Míssil (Charlie Heaton) e Miragem (Blu Hunt). Já a brasileira Alice Braga interpreta a Dra. Cecilia Reyes.

Os Novos Mutantes foi filmado em 2017 e deveria chegar aos cinemas em abril de 2018. Porém, em meio a problemas de produção e à fusão entre Disney e Fox, o filme foi adiado sucessivas vezes. O lançamento foi confirmado para 1º de abril de 2020, na versão originalmente planejada pelo diretor Josh Boone. O longa estreia em 1º de abril.

Os Novos Mutantes | Grupo enfrenta seus demônios em novo comercial

Filme de terror dos X-Men chega aos cinemas em abril

O 20th Century Studios divulgou um novo comercial de Os Novos Mutantes, o filme de terror dos X-Men. A nova prévia mostra o grupo composto por Lupina (Maisie Williams), Magia (Anya Taylor-Joy), Mancha Solar (Henry Zaga), Míssil (Charlie Heaton) e Miragem (Blu Hunt) chegando à clínica comandada pela Dra. Cecilia Reyes (Alice Braga). Porém, não demora muito para o quinteto descobrir que o local esconde ameaças. Confira acima.

Os Novos Mutantes foi filmado em 2017 e deveria chegar aos cinemas em abril de 2018. Porém, em meio a problemas de produção e à fusão entre Disney e Fox, o filme foi adiado sucessivas vezes. O lançamento foi confirmado para 1º de abril de 2020, na versão originalmente planejada pelo diretor Josh Boone.

O longa estreia em 1º de abril.

X-Men | James Mardsen dá conselhos para o Ciclope do MCU

Ator interpretou o líder dos X-Men nos filmes da Fox

James Mardsen dá conselhos para o Ciclope dos X-Men do MCU

Durante uma entrevista com o Collider, James Mardsen foi questionado sobre a possível chegada dos X-Men ao MCU e que conselho ele daria para o próximo ator a interpretar o Ciclope no cinema.

O ator explicou que o maior desafio em interpretar o Ciclope é que nem o público e nem os outros atores veem os seus olhos. “É um obstáculo para trazer a tona a personalidade e energia do personagem. E ele é muito certinho, como um escoteiro”.

Mardsen lembrou que nos filmes o Ciclope funciona como uma escada para Wolverine, que é mais imprevisível e agressivo, mas aconselhou quem assumir o papel a abraçar o conceito e “fazer do seu jeito”. “Os fãs dos quadrinhos vão dizer que ‘você precisa ser assim’. Ache um jeito novo de deixá-lo interessante. É difícil porque ninguém nunca vê os seus olhos. E esse, óbvio, é o principal detalhe do personagem”.

O ator foi o Ciclope em 4 filmes dos mutantes da Marvel, desde X-Men (2000) até X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (2014). Ele está em Sonic: O Filme, como o xerife Tom Wachowski, que faz amizade com Sonic.

Disney anuncia que tirará o nome Fox de suas divisões de cinema

Empresa fará um rebrand das divisões adquiridas em março de 2019

Logo da Fox

A Disney anunciou que fará uma mudança de marca para retirar o nome Fox de suas divisões de cinema. Segunndo a Variety, a 20th Century Fox se tornará o 20th Century Studios e a Fox Searchlight será agora o Searchlight Pictures. O site afirma que não há consenso, no entanto sobre as divisões de TV.

Atualmente, duas levam o nome da antiga empresa: a 20th Century Fox Television e a Fox 21 Television Studios. Há discussões, segundo o site, para uma mudança de nome de tais marcas, mas nada foi fechado até agora. A Variety diz ainda que a mudança de nome já começou internamente, com a mudança de e-mails corporativos para a retirada do nome Fox

O longa Downhill será o primeiro lançado pela Searchlight Pictures, informação que já consta em seu cartaz, e O Chamado da Floresta será o primeiro da 20th Century Studios

A fusão entre as empresas foi uma das principais notícias de 2019 por entregar à Disney as propriedades da Marvel como X-MenDeadpool e o Quarteto Fantástico, que passam ao controle da Marvel Studios. Outras propriedades transferidas incluem AvatarAlien The Simpsons. Com isso,a empresa do Mickey expandiu o catálogo para o lançamento do streaming Disney+, ainda não liberado no Brasil.

Novo filme da franquia Planeta dos Macacos está em desenvolvimento pela Fox

Wes Ball, diretor de Maze Runner, comandará o novo longa

Novo filme da franquia Planeta dos Macacos está em desenvolvimento pela Fox

A Fox está desenvolvendo um novo filme da franquia Planeta dos Macacos. De acordo com o Deadline, o projeto terá direção de Wes Ball (Maze Runner). Não foram revelados detalhes a respeito da trama, deixando em aberto se trata de uma continuação de Planeta dos Macacos: A Guerra, o mais recente longa da série, ou um reboot completo. Vale lembrar que Planeta dos Macacos está entre as franquias adquiridas pela Disney com a compra da Fox.

Adaptação do romance de Pierre Boulle, o primeiro filme de Planeta dos Macacos chegou aos cinemas em 1968. Devido ao sucesso na bilheteria, o longa gerou quatro sequências e um reboot dirigido por Tim Burton em 2001. Dez anos depois, a franquia ganhou um novo recomeço com Planeta dos Macacos – A Origem, que ganhou O Confronto e A Guerra, sequências dirigidas por Matt Reeves e protagonizadas por Andy Serkis.